Perfil eletroforético das proteínas de baixo peso molecular (10-24kDa) do plasma seminal de reprodutores taurinos (Bos taurus taurus) e zebuínos (Bos taurus indicus)

Eneder Rosana Oberst, Maria Inês M. Jobim, Véra Wald, Mara lolanda Rubin, Christianne Gazzana Salbego, Diogo Souza, Rodrigo Costa Mattos

Resumo


As proteínas do plasma seminal de 14 reprodutores (7 8os taurus taurus e 7 8os taurus indicus) foram analisadas através deeletroforese bidimensional, pela técnica de O'Farrel et ai. (1977), modificada por Rodnight et ai., (1988), em géis de poliacrilamidaa 15%, corados por Azul de Comassie. Foram quantificadas 11 bandas protéicas, de acordo com a densidade óptica exibida.As bandas avaliadas não apresentaram a mesma freqüência de aparecimento nas espécies. Em reprodutores taurinos, comexceção das bandas 13 (14-15 kDa, pl 6,0-6,5) e 19 (16-18 kDa, pl 7,0-7,5), presentes nas amostras de 28,60% (2/7) dosreprodutores, as demais proteínas estiveram presentes nas amostras de plasma seminal de 100% dos animais. Apenas asbandas 3 (15-16 kDa, pl 4,7-5,2), 5 (16-17 kDa, pl 4, 1-4,8), 7 (11-12 kDa, pl 4,8-4,9) e 9 (14-15 kDa, pl 5,5-6,0) não apresentaramvariações significativas entre os reprodutores. Em zebuínos, as bandas protéicas 11 (13-14 kDa, pl 6,0-6,5), 19 (16-18 kDa, pl7,0-7,5) e 23 (18-20 kDa, pl 4,8-5,2) foram evidenciadas nas amostras de 71% ( 5/7) dos reprodutores, a banda 13 em 57% (4/7) e as demais bandas estiveram presentes nas amostras de 100% dos animais. Com exceção da banda 15 (11-12, kDa, pl7,5-8,0), as demais diferiram significativamente entre os touros. Dentre as 11 bandas analisadas, cinco diferiram estatisticamenteentre as espécies, as proteínas denominadas 5 (16-17 kDa, pl4,1-4,8); 7 (11-12 kDa, pl4,8-4,9); 15 (11-12, kDa, pl7,5-8,0), 21 (20-24 kDa, pl 7,2-7,5 ) e 23 ( 18-20 kDa, pl 4,8"5,2), sendo que os reprodutores taurinos apresentaram densidadesópticas superiores nas bandas protéicas 7 e 23 e os zebuínos nas bandas 5, 15 e 21.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Brasileira de Ciência Veterinária - RBCV