Estudo comparativo entre o Doppler Ultra-Som e a arteriografia convencional no diagnóstico das obstruções das artérias digitais no membro torácico do eqüino (Equus caballus)

Leny Pereira Sant'Ana Junior, Daniel Augusto Barroso Lessa, Eugênio Oliveira Henriques, Antônio Carlos da Silva

Resumo


A presente pesquisa objetivou comparar os traçados do Doppler Ultra-Som (método não-invasivo) e as imagens da arteriografiaconvencional (método invasivo padrão) frente ao diagnóstico das obstruções das artérias digitais do membro torácico noeqüino. Utilizou-se um aparelho de Doppler Ultra-Som bidirecional de ondas contínuas para examinar a artéria digital palmarcomum 11, a artéria digital palmar própria mediai e a artéria digital palmar própria lateral de 11 eqüinos de equitação, sem raçadefinida, com idade variando entre 16 e 24 anos. Obtiveram-se nos três segmentos arteriais estudados 66 resultados destemétodo, sendo sete positivos para obstrução. Subseqüentemente realizaram-se 22 exames arteriográficos nos membrostorácicos, obtendo-se 66 arteriografias, onde foram evidenciadas nove obstruções nos segmentos arteriais estudados. Aosresultados de ambos os métodos foi aplicado o teste de Qui-quadrado (p < 0,05). O Doppler Ultra-Som demonstrou umasensibilidade de 77,7% e uma especificidade de 100% quando comparado à arteriografia. Conclui-se que o método doDoppler Ultra-Som é valioso no diagnóstico das obstruções das artérias digitais dos membros torácicos no cavalo, principalmentequando se quer evitar métodos invasivos de diagnóstico (arteriografia).

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Brasileira de Ciência Veterinária - RBCV