Ocratoxina A, aflatoxina 81 e citrinina como agentes moduladores da produção de anticorpos em aves e mamíferos

Rosana Alves Martorelli, Ronald Bastos Freire

Resumo


O presente trabalho foi desenvolvido com o objetivo de demonstrar os efeitos causados pela associação entre ocratoxina A,aflatoxina 81 e citrinina, sobre a resposta imunitária adaptativa de aves e mamíferos, a fim de determinar se estas micotoxinaspoderiam levar à modulação do sistema imune. A toxicidade relativa de cada micotoxina, bem como de suas associações, foideterminada em células esplênicas de galinhas e camundongos, onde se observou a secreção primária de anticorpos (lgM)contra eritrócitos de carneiro, após quatro horas de exposição às micotoxinas. Os ensaios foram realizados na presença e naausência de soro heterólogo proveniente de animais adultos normais, a fim de determinar possíveis interações entre ocomplemento presente no soro, com a ação tóxica das micotoxinas. Observou-se uma notável depressão imunológica nosgrupos tratados com a associação entre citrinina e aflatoxina 81, porém, na presença de soro heterólogo, houve umaimunoestimulação. Os resultados sugerem uma possível interferência de fatores inespecíficos, os quais estão presentes nosoro proveniente de animais adultos normais, cuja atividade poderia amenizar ou até mesmo neutralizar a açãoímunomodulatória das micotoxinas, sugerindo a possibilidade de imunoterapia.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Brasileira de Ciência Veterinária - RBCV