A imprensa e o sul-americano de futebol de 1922: a “defesa das cores nacionais” ou o “campeonato internacional das futilidades”?

João Manuel Casquinha Malaia Santos

Resumo


O presente trabalho destina-se a uma análise do papel da grande imprensa paulista e carioca sobre seleção brasileira de futebol como símbolo nacional durante os Jogos SulAmericanos de 1922. Parte dos festejos do centenário da independência, o evento teve envolvimento do governo e foi amplamente noticiado pelos periódicos dessas cidades. Em um ano conturbado e em meio a um processo complicado de discussão parlamentar sobre uma lei de censura à imprensa, a análise de notícias, crônicas e charges sobre o evento teve a celebração da vitória da seleção, mas também críticas duras ao governo e à importância que se dava à seleção e a seus jogadores como símbolos da nação.

Palavras-chave


imprensa, política, História do Esporte, Campeonato Sul-Americano de 1922.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista Estudos Políticos

APOIO: