Políticas Sociais e Potência à Brasileira

Dawisson Belém Lopes

Resumo


O que poderá explicar a transformação da política social em trunfo eleitoral por toda a extensão da América do Sul? Ou a importação de programas sociais baseados em experimentos brasileiros pelos países árabes, africanos e asiáticos? Buscaremos sustentar a hipótese de que os casos acima listados são ilustrativos de uma tendência regional e global que tem o Brasil como ponta-de-lança. Depois de serem consideradas vilãs nas décadas de 1970 e 1980, as políticas sociais dos Estados converteram-se, novamente, em importantes válvulas de escape e instrumentos estratégicos de gestão governamental. Essa dinâmica contemporânea tem raízes em fatores como: (1) o reprocessamento das demandas de movimentos sociais com atuação transnacional; (2) a maior permeabilidade às iniciativas de cooperação internacional que tenham o Brasil como polo difusor; (3) e o forte componente de “diplomacia pública” acrescentado à política externa brasileira sob a presidência de Lula da Silva.

Palavras-chave


Política social, movimentos sociais, cooperação internacional, diplomacia pública.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista Estudos Políticos

APOIO: