Abordagens teóricas sobre o relacionamento entre empresas e universidades e o cenário brasileiro

Julia Paranhos, Lia Hasenclever, Fernanda Steiner Perin

Resumo


O objetivo deste artigo é apresentar as características de três abordagens sobre o relacionamento entre empresas e universidades. No modelo da hélice tríplice, a universidade adquire a função de comercialização do conhecimento, assim sendo vista como um ator do desenvolvimento econômico. Na abordagem de sistemas de inovação, a universidade cumpre o papel de formadora de recursos humanos e de parceira das empresas para gerar inovação. E, na abordagem latinoamericana, a universidade tem uma função importante no desenvolvimento social, pois estaria alinhada às necessidades dos países periféricos. Em cada uma destas visões, a universidade e a empresa possuem papéis e formas de interação diferenciados. No Brasil, foi visto que os incentivos para fomentar o papel da universidade no desenvolvimento seguiram as orientações das abordagens teóricas mencionadas, mas acabaram por ficar deslocadas da realidade. Desta forma, os resultados decorrentes são incipientes e pouco satisfatórios até o momento.


Texto completo:

Paranhosetal


DOI: https://doi.org/10.22409/economica.20i1.p387

Apontamentos

  • Não há apontamentos.