VARIAÇÕES CAMBIAIS E BALANÇA COMERCIAL NO BRASIL: UM EXAME DA CONDIÇÃO DE MARSHALL-LERNER

Eduarda Machoski, Carlos Eduardo Caldarelli, Marcia Regina Gabardo da Camara

Resumo


Este artigo tem como objetivo investigar a validade da Condição de Marshall-Lerner – CML – e a existência do fenômeno de Curva-J para a balança comercial brasileira, desagregada por categoria de uso, para o período de 2000 a 2013. Foram utilizadas ferramentas de econometria de séries temporais – modelos VAR/VEC. Os resultados encontrados reforçam que choques cambiais são mais efetivos para os segmentos de bens de capital e de bens intermediários e matérias-primas, respectivamente. A Condição de Marshall-Lerner foi verificada para três das quatro categorias de uso estudadas, porém, no que se refere à Curva-J, o fenômeno não foi verificado em nenhuma destas.




DOI: https://doi.org/10.22409/economica.0i0.p302

Apontamentos

  • Não há apontamentos.