Do Cruzeiro Novo ao fracasso do Cruzado: a transformação da indexação em convenção hegemônica na formação de preços na economia brasileira

Adriano José PEREIRA, Herton Castiglioni Lopes

Resumo


O artigo trata do período em que a indexação passou de um mecanismo estritamente formal, criado no contexto das reformas do PAEG (1964-66), a um dispositivo que se tornaria cada vez mais informal ao longo da década de 1980, na medida em que o processo inflacionário fugia ao controle do Governo, em função das sucessivas tentativas frustradas de combate à inflação. O objetivo é analisar a dinâmica desta mudança, considerando aspectos comportamentais econômicos, com destaque para a incorporação dos mecanismos de repasse de preços por parte dos agentes privados. Entende-se que a indexação acabaria se tornando uma “convenção hegemônica” na formação de preços na economia brasileira, sobretudo a partir do fracasso do Plano Cruzado.



DOI: https://doi.org/10.22409/economica.0i0.p337

Apontamentos

  • Não há apontamentos.