ALTERNATIVAS ECONÔMICAS PARA A SOBREVIVÊNCIA DAS MULHERES EM UMA CIDADE DE BAIXO IDH: O CASO DE GOIATINS (ESTADO DO TOCANTINS)

Fernanda Pereira de Brito, Renata Rauta Petarly, Tatiane Marinho Vieira Tavares

Resumo


A pesquisa desenvolvida procurou identificar e descrever as condições socioeconômicas de uma parcela das mulheres chefes de família residentes na cidade de Goiatins, que possui um Índice de Desenvolvimento Humano de 0,576, na região nordeste do Estado do Tocantins. Os resultados informam que as fontes de sobrevivência e sustento monetário das mulheres são compostas por 11 tipos de atividades remuneradas e quatro tipos de benefícios sociais, além de quatro atividades não monetárias e, que o tempo médio dedicado ao trabalho monetário e não monetário foi de aproximadamente cinco horas por dia.

Palavras-chave


Economia Feminista, Trabalho das mulheres, Região Norte

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/rg.v20i1.38492

Apontamentos

  • Não há apontamentos.