A GESTÃO ESTRATÉGICA DO CONHECIMENTO E A RELUTÂNCIA DOS PROFISSIONAIS EM COMPARTILHAR O CONHECIMENTO ORGANIZACIONAL

Martius Vicente Rodriguez y Rodriguez, Zaira Ramos Benítez

Resumo


Este artigo articula a capacidade gerencial de alavancar o potencial humano existentenas organizações à relutância natural dos profissionais em compartilhar o conhecimento,visando suscitar esta problemática tão presente nas organizações e que tanto prejudica o êxitoempresarial. Quanto à metodologia caracteriza-se como uma pesquisa eminentementebibliográfica, em que os procedimentos metodológicos envolvem a investigação, análise, síntese esistematização de idéias a partir de literatura relevante, obtendo-se informações sobre a situaçãoatual do problema, bem como abordando seus diferentes aspectos. Os achados deste estudocorroboram o entendimento de que na era do conhecimento e das mudanças inevitáveis, oponto central da filosofia empresarial deve ser a compreensão de que as pessoas são realmenteo recurso mais importante. Todavia, um dos grandes entraves ao compartilhamento doconhecimento é a tendência das pessoas em querer guardar seus conhecimentos, dificultandosobremaneira o ato do compartilhamento. Na verdade, sem o apropriado gerenciamentoestratégico, dificilmente o conhecimento poderá ser considerado um diferencial competitivo.Neste sentido, os gerentes devem atuar eficazmente, conscientizando os empregados daimportância desta atitude tão benéfica, estimulando-os e recompensando-os por partilharemconhecimento. Com efeito, quando duas pessoas trocam conhecimentos entre si, ambasganham crescimento linear de informações e experiências, contudo, se ambas compartilharemseu novo conhecimento com outras pessoas, cada qual dando feedback com perguntas emelhoramentos, os benefícios se tornam exponenciais.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/sbijounal2004.i01.a10177

Apontamentos

  • Não há apontamentos.