Histórico do periódico

A Revista TrabalhoNecessário (TN - ISSN: 1808-799X) começa a ser gestada em outubro de 2002, por uma Comissão Operacional (CO) composta por Maria Ciavatta, Ronaldo Rosas, Francisco da Silveira Lobo Neto, José Rodrigues e José Luiz Cordeiro Antunes. A partir daí, são discutidos e elencados os aspectos gerais de sua Linha Editorial, aprovada pelos membros permanentes do NEDDATE. O Núcleo e a Revista TrabalhoNecessário estão vinculados ao Programa de Pós-Graduação (Mestrado e Doutorado) em Educação da Faculdade de Educação da Universidade Federal Fluminense. Seu primeiro número foi publicado em 2003. A Revista TN foi se constituindo em um contexto histórico, em geral adverso para as Universidades e Núcleos de Pesquisa em Trabalho-Educação (TE). Nas diversas conjunturas que a TN foi sendo tecida, surgiram diferentes embates e desafios de ordem internas e externas. Frente à necessidade de mudança de editoria da Revista TN, foi enfatizada a importância de se refletir coletivamente sobre os caminhos a seguir, no sentido de dar continuidade ao trabalho desenvolvido pelos editores anteriores: José Rodrigues, Ronaldo Rosas, Francisco José da Silveira Lobo Neto, Luciana Requião, Maria Inês Bonfim, e as últimas editoras, Sonia Rummert e Jaqueline Ventura, que tanto se empenharam pelo seu reconhecimento acadêmico, o que resultou em nova classificação no Qualis/Capes. A partir de 2018, seus editores são Lia Tiriba, Maria Cristina Paulo Rodrigues e José Luiz Cordeiro Antunes. Para os novos rumos da TN foi fundamental a interlocução com alguns grupos de pesquisa do campo Trabalho-Educação. É a partir das discurssões que surge como proposta a criação da TN em número temáticos, considerando sua afinidade com a nossa linha editorial: o materialismo histórico e, ao mesmo tempo dialogando com outros referenciais teóricos. Sem desconsiderar a importância de outras revistas TE e seguindo a linha editorial estabelecida em 2002, nossa intenção é sensibilizar outros grupos de pesquisa de TE existentes no Brasil sobre a importância de nossa revista eletrônica como meio de veiculação e mediação do pensamento crítico em relação ao mundo do trabalho, à formação humana e as relações históricas entre trabalho e educação, conforme as linhas de pesquisa do NEDDATE.