ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO PEDAGÓGICO E ENSINO INTEGRADO

Ronaldo Araujo, Ana Maria Costa, Manuela Santos

Resumo


Trata este artigo de orientações para a organização do trabalho pedagógico para o ensino integrado, compreendido como um conjunto de estratégias mediadoras dos processos de ensino e de aprendizagem com vistas ao enfretamento da fragmentação do saber escolar e a instrumentalizar a luta pelo exercício da liberdade. Problematiza a ideia de que soluções apenas didáticas são capazes de resolver o problema de operacionalização da organização curricular para a integração. Toma a Filosofia da Práxis como referência teórica e metodológica e a pesquisa bibliográfica como recurso de pesquisa. Afirma que a contextualização, a interdisciplinaridade e o compromisso com as transformações sociais constituem-se como ideias de referência para a organização didática a partir das quais podem ser organizadas práticas pedagógicas que se querem orientadas pela ideia de integração. Sustenta ainda que decisivo para este intento é o compromisso ético, político e pedagógico com a formação ampla dos trabalhadores e com o projeto de transformação social. Ao concluir afirma a inexistência de um único método capaz de operacionalizar o ensino integrado e sustenta a flexibilidade nas formas de organização do trabalho pedagógico como condição para a eficiência dos projetos educacionais integradores.

Palavras-chave


Ensino médio; educação profissional; ensino integrado; práticas pedagógicas; organização curricular.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/tn.11i17.p8453

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Fontes de Indexação:

        

 

Apoio:

          Resultado de imagem para abec brasil logo

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Contador de visitas
Contador de visitas

acessos a partir de 21/09/2018.