A EDUCAÇÃO E O EMBATE AOS PROBLEMAS SOCIAIS NA VISÃO DO EMPRESARIADO

Mário Luiz Souza

Resumo


Este artigo tem por objetivo apresentar os dados e as reflexões finais da tese para obtenção do grau de doutor, na Faculdade de Educação da Universidade Federal Fluminense, referente ao projeto de educação escolar presente nos artigos dos representantes do empresariado, publicados no jornal Folha de São Paulo no período do segundo governo do presidente Fernando Henrique Cardoso (1999- 2002) e do primeiro governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (2003-2006), abordando a questão dos problemas sociais. Tendo como pressuposto teórico e metodológico a matriz marxista, em especial o pensamento de Antonio Gramsci, analiso os artigos de representantes de três setores da economia brasileira (setor industrial, setor bancário e setor de comércio e serviço) partindo da hipótese de que são instrumentos políticos onde seus autores buscam criar um consenso ativo sobre suas propostas para o enfrentamento dos problemas sociais reinantes no nosso país. Nessa ação política, buscam legitimar a idéia de que a educação escolar é o principal caminho para resolução desse problema, mas para isso se faz necessário a participação direta do empresariado nesse processo, seja com a tese da responsabilidade social das empresas seja através da ação concreta do tripé: empresa privada, terceiro setor e o Estado.

Palavras-chave


Educação; empresariado; problemas sociais.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/tn.12i19.p8606

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Fontes de Indexação:

        

 

Apoio:

          Resultado de imagem para abec brasil logo

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Contador de visitas
Contador de visitas

acessos a partir de 21/09/2018.