A TERGIVERSAÇÃO DA RELAÇÃO ENTRE TRABALHO (ABSTRATO) E SAÚDE DO IDOSO

Diego Souza, Kelysse Cavalcante

Resumo


Este estudo tem como objetivo compreender a relação entre trabalho e saúde, considerando o caso singular de um grupo de idosos, na perspectiva da totalidade social. Trata-se de estudo qualitativo, realizado por meio de um grupo focal, composto por doze idosos da Associação de Aposentados, Pensionistas e Idosos de Arapiraca/AL. As falas dos participantes foram transcritas, sintetizadas em respostas coletivas, equivalentes às concepções predominantes no grupo e analisadas por meio dos fundamentos teórico-metodológicos de Karl Marx. A análise/discussão das informações está estruturada nos seguintes tópicos 1) O trabalho é o meio de atender as necessidades e, assim, garantir a sobrevivência humana; 2) Redução da vida social ao trabalho, quando criticamos o fato de o trabalho assumir a condição de único fator explicativo para a vida. 3) Implicações para a saúde do ser idoso: bases na exploração/dominação do capital sobre o trabalho, quando pudemos observar que, apesar de ser a atividade que confere sentido a vida, o trabalho é compreendido como agente degradante da saúde. Concluímos que a função social do trabalho na idade idosa (tal como ele é no capitalismo) é a de garantir mais uma fonte de extração de mais-valia, conferindo diversas implicações negativas para a saúde do ser idoso, ainda que em meio a um jogo contraditório, no qual existe uma potencialidade de o trabalho contribuir para saúde, uma vez que a totalidade social não seja regida pela relação-capital.

Palavras-chave


Trabalho; saúde do idoso; capitalismo.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/tn.13i22.p9598

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Fontes de Indexação:

        

 

Apoio:

          Resultado de imagem para abec brasil logo

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Contador de visitas
Contador de visitas

acessos a partir de 21/09/2018.