EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA E A EXPANSÃO MERCANTIL DO ENSINO SUPERIOR BRASILEIRO

Alisson Paula

Resumo


Este texto propõe-se a analisar a política de Educação a Distância e suas implicações para a Educação Superior, visando a desvelar o caráter mercadológico da expansão de vagas no nível de ensino em tela, que surge sob o véu de democratização. A metodologia utilizada baseia-se no método dialético marxista, por apreender o objeto considerando-o como unidade do diverso, isto é, complexo de complexos. O eixo articular metodológico trata de uma análise documental. Assim, analisaram-se os documentos do Banco Mundial, Censo de Educação Superior de 2013 e da Unesco. Dessa forma, constatou-se que a política de Educação a Distância é utilizada como estratégia de ampliação do acesso para o Ensino Superior, a qual está calcada na noção de diversificação das fontes de financiamento desse nível de ensino. Assim, compreende-se a educação superior como um nicho mercantil imprescindível para o atual modo de acumulação do capital.

Palavras-chave


Educação a distância; expansão mercantil; educação superior.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/tn.14i23.p9603

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Fontes de Indexação:

        

 

Apoio:

          Resultado de imagem para abec brasil logo

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Contador de visitas
Contador de visitas

acessos a partir de 21/09/2018.