EXPLORAÇÃO, CONTROLE E HIERARQUIA: O TRABALHO FEMININO DA PRODUÇÃO RÍGIDA AO TOYOTISMO

Amanda Chayane Veiga, Fernando Bizerra

Resumo


Considerando a entrada significativa das mulheres no mercado de trabalho desde o século passado, a reflexão que se segue, filiada à perspectiva do materialismo histórico-dialético, analisa a exploração, o controle e a hierarquia que o trabalho feminino esteve submetido durante a produção rígida e, após, no contexto da toyotismo que tende a ampliar e diversificar os mecanismos de exploração da força de trabalho, afetando diretamente os processos, as relações e as condições de trabalho em cada região e país de forma específica.

Palavras-chave


Divisão sexual do trabalho; produção capitalista; força de trabalho feminina.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/tn.15i27.p9635

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Fontes de Indexação:

        

 

Apoio:

          Resultado de imagem para abec brasil logo

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Contador de visitas
Contador de visitas

acessos a partir de 21/09/2018.