Emergência de uma ciência ambiental não linear e transdisciplinar

Francisco Pontes de Miranda Ferreira

Resumo


Na ciência contemporânea trabalhamos com os conceitos de complexidade, instabilidade e intersubjetividade que fazem parte do pensamento sistêmico. A separação cartesiana entre ciência (validação das verdades) e filosofia (epistemologia e ontologia) não existe mais. Toda pesquisa ambiental tem que considerar as forças de poder injustas e degradantes presentes na produção do território. Fato que ressalta mais ainda a necessidade que temos de transformar paradigmas. Assim a interdisciplinaridade e a transdisciplinaridade são instrumentos importantes que procuram soluções criativas, justas e sustentáveis mais eficientes.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/rcc.v1i13.38439

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2238-9288

NEPeTS - Núcleo de Estudos e Pesquisas em Teoria Social