Revista Fluminense de Educação Física https://periodicos.uff.br/edfisica-fluminense <p>A <em>Revista Fluminense de Educação Física</em> é publicação científica do Instituto de Educação Física da Universidade Federal Fluminense. Com publicações semestrais e de livre acesso, é avaliada pelos pares, divulgando produções na área de Educação Física em interface com as Ciências Humanas, Sociais e Biológicas, sobretudo quanto aos seus aspectos pedagógicos, históricos, políticos, culturais, de promoção da saúde/qualidade de vida e biodinâmicos.<br /><strong>ISSN:</strong> 2763-8472</p> Autor corporativo responsável pela publicação: Instituto de Educação Física da Universidade Federal Fluminense pt-BR Revista Fluminense de Educação Física 2763-8472 <p>Autores mantêm os direitos autorais e concedem à Revista Fluminense de<br />Educação Física o direito de primeira publicação, o que permite o<br />compartilhamento do trabalho com reconhecimento da autoria e publicação<br />inicial nesta revista. Os dados, conceitos e opiniões apresentados nos<br />trabalhos, bem como a exatidão das referências documentais e bibliográficas,<br />são de inteira responsabilidade dos/as autores/as.<br />Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho<br />online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal) já que isso<br />pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação<br />do trabalho publicado.<br />Em virtude de aparecerem nesta Revista de acesso público, os artigos são de<br />uso gratuito, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-<br />comerciais.</p> AS CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS E A FORMAÇÃO EM EDUCAÇÃO FÍSICA: POSSIBILIDADES E LIMITES DE UM PROJETO CONTRA HEGEMÔNICO https://periodicos.uff.br/edfisica-fluminense/article/view/51821 <p>A partir do conflito epistemológico na formação em Educação Física (EF), o trabalho teve como objetivo investigar a presença hegemônica de conteúdos biologizantes nesta formação e se a maior presença das ciências sociais e humanas possibilitaria uma perspectiva de formação mais crítica e engajada socialmente dos professores de EF. Na pesquisa, foi realizada uma revisão de literatura da temática, uma pesquisa histórica sobre os suportes teóricos e práticos do campo e uma pesquisa documental de projetos políticos pedagógicos e currículos de cursos de formação em EF. A título de conclusões, constatou-se que os cursos os quais apresentam a maior presença das ciências sociais e humanas na sua grade curricular tendem a se aproximar do referido projeto contra hegemônico</p> Bernardo de Mattos Figueiredo Copyright (c) 2021 https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2021-12-15 2021-12-15 2 2 EMBATES HISTÓRICOS EM TORNO DAS DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS PARA OS CURSOS DE EDUCAÇÃO FÍSICA: https://periodicos.uff.br/edfisica-fluminense/article/view/51693 <p>Este estudo apresenta um panorama histórico analisando embates no campo da Educação Física que culminaram nas Diretrizes Curriculares Nacionais (DCN) dos anos de 1987, 2004, 2018. Registros oficiais revelam tensionamentos, disputas, consensos, dissensos em torno da consolidação das DCN e a recorrente tentativa de consolidar dois tipos de formação - Licenciatura e Bacharelado. Os interlocutores e bastidores revelam o estreitamento da participação no processo de elaboração e consolidação das DCN.&nbsp;</p> Leila Cristiane Finoqueto Ângela Adriane Schmidt Bersch Camila Borges Ribeiro Copyright (c) 2021 https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2021-12-15 2021-12-15 2 2 AS NOVAS DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS EM EDUCAÇÃO FÍSICA: ATAQUES AO TRABALHO E A FORMAÇÃO DOS TRABALHADORES E DAS TRABALHADORAS DA EDUCAÇÃO FÍSICA https://periodicos.uff.br/edfisica-fluminense/article/view/51709 <p>O presente texto foi elaborado a partir das reflexões e discussões entabuladas pelas autoras, com o objetivo de analisar a relação entre as políticas educacionais e as novas Diretrizes Curriculares Nacionais da Educação Física (DCNs) no contexto do modo de produção capitalista e seus possíveis impactos para a formação e trabalho dos trabalhadores e das trabalhadoras da Educação Física. Os pressupostos teórico-metodológicos têm como base o materialismo histórico dialético, fazendo uso da pesquisa documental, à luz dos elementos conjunturais, legislativos e atos normativos que constituem o conjunto de regulações, no intuito de tecer um quadro analítico acerca do tema. Os resultados revelam o retrocesso nas políticas educacionais no campo da Educação e Educação Física, com destaque para o rebaixamento intelectual, fragmentação do conhecimento, conformação docente, influências mercadológicas, reacionárias, conservadoras e precarizadas do Sistema CONFEF/CREFs. As resistências constituídas por meio do Fórum das Licenciaturas Ampliadas (FORLIA), Movimento Nacional contra a regulamentação do Profissional de Educação Física (MNCR) e Comitê Nacional Contra as Atuais DCNs da Educação Física, reafirmam a defesa radical da formação unificada em Educação Física, com ampla e crítica formação teórica, com sólida referência teórico-metodológica, a luta pelo direito ao trabalho ao conjunto da classe trabalhadora seja permanente a todos e a todas da Educação Física.</p> Maria da Conceição dos Santos Costa Cássia Hack Sidnéia Flores Luz Copyright (c) 2021 https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2021-12-15 2021-12-15 2 2 AS ATUAIS DCN DE EDUCAÇÃO FÍSICA (RESOLUÇÃO n° 06/18) E A OFICIALIZAÇÃO DE UM MODELO DE FRAGMENTAÇÃO JÁ EXISTENTE https://periodicos.uff.br/edfisica-fluminense/article/view/51665 <p>Objetivos:&nbsp;Investigar as forças presentes nas Universidades Estaduais Paulistas que influenciaram sobre os rumos das atuais DCN; investigar os Projetos Político-Pedagógicos dos cursos de EF dessas IES, anteriores às atuais DCN.&nbsp;A partir do marxismo, realizou-se&nbsp;uma pesquisa&nbsp;documental: análise dos PPP dessas IES e do registro de dois eventos também realizados por elas. Constatou-se que as atuais DCNEF sofreram forte influência de tais IES, oficializando um modelo fragmentário já existente nelas.</p> Thiago Barreto Maciel Copyright (c) 2021 https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2021-12-15 2021-12-15 2 2 A ENTREVISTA COM A PROFESSORA CASSIA HACK SOBRE AS NOVAS DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS DE EDUCAÇÃO FÍSICA https://periodicos.uff.br/edfisica-fluminense/article/view/51833 <p>O objetivo do texto é contribuir com o debate acadêmico e político acerca da discussão sobre as DCNs com uma professora que produz academicamente sobre o tema, mas que também está em luta e em combate pela revogação das diretrizes. Optamos por realizar uma entrevista estruturada com 06 questões, extraindo o máximo de informações possíveis e relevantes. A entrevistada é a professora Cássia Hack, licenciada e mestra em Educação Física e doutora em Educação.</p> ADRIANO BORGES Carlos Nazareno Ferreira Borges Osvaldo Galdino dos Santos Junior Saulo Viana Reis Copyright (c) 2021 https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2021-12-15 2021-12-15 2 2