Revista Enfil https://periodicos.uff.br/enfil <p><strong>A <em>Revista Enfil</em> </strong>é uma publicação científica semestral do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Filosofia Política e Educação – NuFiPE, vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal Fluminense – UFF. Publicamos pesquisas diversas no campo da Educação Popular, estudos críticos sobre trabalho, capitalismo e emancipação humana, assim como a relação entre trabalho e educação. Contatos: revistaenfil@gmail.com </p> <p><strong>ISSN:</strong> 2317-6628</p> <p><strong>Qualis B2</strong></p> ENFIl pt-BR Revista Enfil 2317-6628 <p>A Revista En_fil aceita manuscritos originais em português, italiano, espanhol e inglês. Se o manuscrito original for redigido em língua estrangeira, ele deve ser acompanhado da versão em português.</p><p> </p><p>A Revista En_fil não cobra taxas referentes à submissão, à avaliação ou à publicação de artigos. Oferece acesso livre, gratuito e imediato a todos os leitores, independentemente de cadastramento no site.</p><p> </p> CONHEÇA E UTILIZE SOFTWARE EDUCATIVO https://periodicos.uff.br/enfil/article/view/57394 <p>Resenha</p> <p>&nbsp;</p> <p>O livro “Conheça e utilize software educativo: avaliação e planejamento para a educação básica”, escrito por Ana Cristina Barbosa da Silva e Alex Sandro Gomes, traz uma proposta coesa para os leitores, no formato de um guia para profissionais da educação. Essa obra aproxima os educadores da familiarização didática digital para utilização de tecnologias digitais de informação e comunicação (TDIC) no contexto escolar.</p> Ricael Spirandeli Rocha Paula Teixeira Nakamoto Copyright (c) 2024 2024-06-14 2024-06-14 12 19 116 121 ENTREVISTA COM MARCELLO BERNARDO XAVIER REIS SÁ POR REVISTA ENFIL https://periodicos.uff.br/enfil/article/view/63309 Reginaldo Scheuermann Costa Copyright (c) 2024 2024-06-14 2024-06-14 12 19 122 126 10.1234/enfil.v12i19.63309 EL RETORNO DEL PERONISMO AL GOBIERNO EN ARGENTINA (2019-2023): DE LA ILUSIÓN AL FRACASO https://periodicos.uff.br/enfil/article/view/58989 <p>O presente trabalho busca fazer um balanço da volta do peronismo ao governo na Argentina, realizando uma recapitulação do mandato de Alberto Fernández como presidente da nação (2019-2023). O ponto de partida da análise refere-se às dificuldades que marcam este período de gestão presidencial, após quatro anos de governo de direita (2015-2019). A obra divide o período de Fernández em diferentes etapas, e coloca o foco nas crises internas do partido governista como forma de interpretar as contradições presentes nesse espaço político, a partir da notória heterogeneidade e diversidade da coalizão governista. Nesse sentido, primeiro analisa-se a reação do governo no contexto da pandemia. Em seguida, investigam-se as crises provocadas, em primeiro lugar, pela derrota nas eleições de meio de mandato e, em segundo lugar, em decorrência das crescentes tensões na economia nacional. A título de conclusão, o final do artigo traça as perspectivas sobre o futuro político do país no último trecho do mandato presidencial de Fernández.</p> Andrés Tzeiman Copyright (c) 2024 2024-06-14 2024-06-14 12 19 3 46 10.1234/enfil.v12i19.58989 GRAMSCI, CONTRAREFORMA DO ENSINO MÉDIO E (DE)FORMAÇÃO HUMANA https://periodicos.uff.br/enfil/article/view/59089 <p>Examina-se, a BNCC e o “novo” Ensino Médio, a partir das categorias teóricas, escola unitária, tradutibilidade e formação humana omnilateral de Antonio Gramsci. Utilizou-se a pesquisa documental de algumas obras de Gramsci, entre elas, os Cadernos do Cárcere 12 (vol.2), 13 (vol.3) e 22 (vol.4). Os resultados evidenciaram que a BNCC e o “novo” ensino médio representam um projeto mutilador dos estudantes conformando-os à lógica destrutiva do capitalismo. Conclui-se pela revogação da contrarreforma do ensino médio e a defesa da formação humana integral.</p> Eliesér Toretta Zen Douglas Cristian Ferrari de Mello Antonio Donizetti Sgarbi Copyright (c) 2024 2024-06-14 2024-06-14 12 19 47 63 A IMPORTÂNCIA DA LEITURA À FORMAÇÃO POLÍTICA: https://periodicos.uff.br/enfil/article/view/62291 <p>O presente trabalho tem como objetivo inquietar o leitor quanto a formação do pensamento crítico como essencial para o desenvolvimento da autonomia e da emancipação humana diante da perspectiva inclusiva. Para tanto, busca-se apresentar argumentos à reflexão da leitura como fundamental à formação crítica dos sujeitos, permitindo que compreendam o mundo, questionem suas realidades e exerçam sua cidadania plenamente. Freire (1970) destacou a importância desta leitura como um processo de compreensão do mundo e das estruturas sociais, argumentando que o ato de ler deva ir além da simples assimilação de informações, sendo uma atividade de interpretação e contextualização. Portanto, a educação bancária, criticada por Freire (1970), em razão de ser um modelo tradicional de transmissão de conhecimento de forma hierárquica e passiva, é substituída pela proposta de uma educação emancipadora, capaz de promover o diálogo, a conscientização política e a ação transformadora. Para esboçar a educação proposta, serão apresentados exemplos de ações práticas, como o estímulo ao diálogo entre professor e aluno, a identificação de temas geradores relevantes para a realidade dos estudantes, a promoção do pensamento crítico e a reflexão sobre as experiências pessoais dos alunos. Desta forma, busca-se neste artigo apresentar as diferentes perspectivas sobre a formação emancipatória contradizendo a educação bancária, bem como algumas práticas para contorná-las.</p> Gustavo Massena de Lira Janiara de Lima Medeiros Silvana Matos Uhmann Copyright (c) 2024 2024-06-14 2024-06-14 12 19 64 75 AMADEO BORDIGA E A INTRANSIGÊNCIA (1912-1920) https://periodicos.uff.br/enfil/article/view/62111 <p><strong>: </strong>O objetivo deste artigo é analisar a concepção de intransigência de Amadeo Bordiga frente a alguns dos acontecimentos mais importantes do início do século XX na Itália. Sem perder de vista o cenário de crise orgânica e de crise da hegemonia liberal, observamos lateralmente os posicionamentos do comunista Antonio Gramsci e do futuro ditador fascista Benito Mussolini. Contudo, a reflexão principal é realizada em torno dos escritos do intelectual napolitano, seu posicionamento sobre a revolução bolchevique (1917) e suas críticas ao <em>Biennio Rosso </em>(1919-1920). O texto abordará artigos jornalísticos publicados pelo Bordiga, bem como alguns de seus discursos em Congressos do Partido Socialista Italiano (PSI).</p> Marília Machado Marcos Del Roio Copyright (c) 2024 2024-06-14 2024-06-14 12 19 75 92 METODOLOGIAS PARA O ENSINO DE SOCIOLOGIA E FILOSOFIA NA EDUCAÇÃO BÁSICA https://periodicos.uff.br/enfil/article/view/60527 <p><strong>&nbsp;</strong>Após a sua reinserção nos currículos brasileiros do ensino médio, a Sociologia torna-se lugar para diferentes discussões do cotidiano na sociedade, no entanto, para isso é necessário que os professores (as) se apropriem de ferramentas para que a discussão torne-se mais interessante e efetiva para o aprendizado dos alunos nessa fase do ensino. Neste sentido, esse trabalho tem como objetivo mostrar como essas duas disciplinas são importantes para as escolas, considerando o ensino fundamental II e o ensino médio, por exemplo. Nisto, o trabalho é de cunho bibliográfico, pois utiliza de teorias para compor o corpo do trabalho. Também é descritiva, visto que analisa e interpreta dados para chegar a uma conclusão final. Como resultados, vimos que essas disciplinas são muito importantes para os currículos escolares, bem como trazem novas metodologias de ensino que fazem do aprendizado do aluno algo mais dinâmico e interativo.</p> Tassio Carlos Copyright (c) 2024 2024-06-14 2024-06-14 12 19 93 102 CONTRIBUIÇÕES DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS PARA A FORMAÇÃO INICIAL DOCENTE https://periodicos.uff.br/enfil/article/view/62313 <p>O presente trabalho teve por objetivo identificar contribuições do Estágio Supervisionado na Educação de Jovens e Adultos (EJA) para a formação inicial docente. As participantes foram duas graduandas do Curso de Licenciatura em Pedagogia, da Universidade Estadual de Santa Cruz, Ihéus-BA. O estudo é de cunho qualitativo, a partir de narrativas que foram coletadas em um diário de campo e analisadas por meio da Análise de Conteúdo. As futuras pedagogas relataram que por meio do estágio puderam promover aulas com sentidos para os estudantes, uma vez que possibilitou a estes sujeitos o pensamento crítico. Considera-se que com essa vivência na EJA houve a reflexão sobre a ação docente a partir da teoria e prática, a fim de propiciar a melhoria do ensino, como também foi viável desenvolver o diálogo em sala, o que favoreceu para ampliação dos conhecimentos e a formação das futuras pedagogas.</p> Josenaide Alves da Silva Amanda Christie Argôlo Castro dos Santos : Laiane Santos Alcântara Chaves Nataélia Alves da Silva Copyright (c) 2024 2024-06-14 2024-06-14 12 19 103 115