AS QUESTÕES SOCIAIS, ECONÔMICAS E AMBIENTAIS NA FORMAÇÃO ESCOLAR

LUIS CARLOS DE MENEZES

Resumo


A sociedade contemporânea alcançou tal domínio sobre as forças da natureza,
que pode produzir incomparavelmente mais bens e serviços que em qualquer outra era,
pode interligar instantaneamente bilhões de pessoas e manipular átomos para conceber
materiais inéditos ou informações genéticas para criar novas espécies de interesse
produtivo ou médico. Ao mesmo tempo, essa sociedade tem questões abertas,
envolvendo desde a estabilidade das nações acossadas pela liberalização global de
mercados, dúvidas quanto ao futuro de grande parte do trabalho humano, substituído
pela mecanização, pela automação e pela informatização até a ameaça à biosfera como
ambiente apropriado à continuidade da vida humana. Na realidade, há mais de um
século a tecnologia tem aberto perspectivas notáveis, mas também, como contrapartida,
tem trazido ameaças não menos notáveis, algumas já percebidas e denunciadas há muito
tempo e freqüentemente reiteradas por quem tem olhado o mundo como objeto de
estudo e também de cuidado

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/esa.v2i1.37

Apontamentos

  • Não há apontamentos.