A QUESTÃO AMBIENTAL E A ENFERMAGEM: PERCEPÇÕES DE ENFERMEIROS E ESTUDANTES

Andreia Aparecida Guimarães Strohschoen, Claudete Moreschi, Claudete Rempel

Resumo


O presente estudo visou analisar as percepções de enfermeiros e estudantes de enfermagem acerca da questão ambiental. Pesquisa de caráter qualiquantitativa, realizada com 25 enfermeiros e 30 estudantes de enfermagem. Na percepção dos participantes, a temática ambiental está sendo abordada durante a formação acadêmica dos enfermeiros, sendo que os resíduos de serviços de saúde representou o tema mais citado, seguido em ordem decrescente os seguintes assuntos: vigilância sanitária, meio ambiente, ecologia, problemas ambientais e saneamento básico. Verificou-se que tal temática é abordada em uma disciplina do primeiro semestre do curso de enfermagem. Ao conceituarem Meio Ambiente, prevaleceu uma percepção de que este se constitui como eminentemente físico, não considerando a relação do homem com a natureza e a sociedade. Dentre as atribuições do enfermeiro frente às questões ambientais, emergiu que este profissional deve envolver-se com ações educativas relacionadas à educação ambiental com vistas à conscientização da população. Sobre as ações de cuidado com o meio ambiente, emergiu que os participantes procuram reduzir a produção de resíduos, destiná-los adequadamente e reduzir o consumo da energia elétrica e água. Os enfermeiros e estudantes têm atuado nas orientações das equipes de trabalho onde estão inseridos. A efetividade de cuidados apropriados com o manejo adequado dos resíduos de serviços de saúde pode evitar a contaminação do meio ambiente. A enfermagem como ciência do cuidado, precisa cada vez mais unir forças entre ensino e serviço em prol da questão ambiental, visando contemplar uma relação de mútua pertença entre homem, natureza e sociedade.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/esa.v9i3.510

Apontamentos

  • Não há apontamentos.