DORES E DELÍCIAS DA PESCA ARTESANAL: UM OLHAR PARA A INFLUÊNCIA DO MEIO AMBIENTE NO TRABALHO E NA SAÚDE

Camila Martins de Oliveira, Karollinne Giovannda de Sousa Viana, Taciane Correia dos Santos, Dário da Silva Mota, Maria Jacqueline Santana Melo da Costa, Francisco Rosemiro G. Ximenes Neto

Resumo


O pescador artesanal é aquele que exerce a pesca com fins comerciais, de forma autônoma ou em regime de economia familiar, com meios de produção próprios ou mediante contrato de parcerias. Em seu dia a dia, os pescadores estão envoltos a diversos determinantes que interagem com meio ambiente-saúde-trabalho e podem vulnerabilizá-los, deixando-os expostos a riscos, doenças e agravos ocupacionais. Este estudo tem como objetivo descrever a influência do meio ambiente no trabalho e na saúde de pescadores artesanais e os riscos ocupacionais a que estes estão submetidos. Estudo descritivo, sob abordagem qualitativa, realizado durante os meses de março a julho do ano de 2014, tendo como sujeitos um ex-pescador, o dono de uma pesqueira e pescadores. A coleta das informações se deu por meio da observação participante, memorial fotográfico do processo de trabalho, entrevista semiestruturada e diário de campo. A análise das informações se pautou no referencial da análise temática de Minayo, que deu origem a três categorias temáticas: Resgate da historicidade do trabalho; Dores da pesca artesanal: relação com o meio ambiente e saúde; Delícias da pesca artesanal: a satisfação do fazer e do ser pescador. Os pescadores artesanais apresentaram como dores do trabalho, o desenvolvimento de doenças ocupacionais e, delícias do trabalho, os sentimentos de satisfação, liberdade e vocação.Observou-se a necessidade do estabelecimento de políticas públicas voltadas para estes trabalhadores, visando reduzir os riscos e os danos causados à saúde, devido ao exercício da profissão e, que melhorem a qualidade de vida destes.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/esa.v10i1.609

Apontamentos

  • Não há apontamentos.