Políticas Editoriais

Foco e Escopo

Missão

Fractal: Revista de Psicologia tem como objetivo a divulgação e discussão da produção acadêmica e científica. Trata-se de reconhecer a necessidade de coexistência entre as diferentes vertentes de pesquisa no campo da psicologia, alimentando o debate constante como forma de incentivo à produção científica. Ao mesmo tempo, visa estimular o diálogo com diferentes áreas do conhecimento, cujos temas acusem atravessamentos com os estudos da subjetividade.

Política Editorial

Fractal: Revista de Psicologia possui periodicidade quadrimestral e adota a normalização da ABNT para apresentação de artigos em publicações periódicas científicas (6022/2003 e 6021/2003). Destina-se à publicação de trabalhos inéditos de autores nacionais e internacionais, em português, espanhol, inglês e francês nas seguintes seções:

a) Relatos de pesquisa: relatos de investigações baseadas em dados empíricos, utilizando metodologia científica. (Máximo de 20 laudas).

b) Estudo teórico: análises de constructos e conceitos teóricos que questionem modelos existentes e levantem questões e hipóteses para pesquisas futuras. (Máximo 20 laudas).

c) Relatos de experiência profissional: estudo de caso contendo análise conceitual e descrição dos procedimentos de intervenção. (Máximo 14 laudas)

d) Depoimentos: entrevistas com pessoas cujas histórias de vida ou realizações profissionais sejam relevantes para o conhecimento da história da Psicologia e áreas afins (máximo de 15 laudas).

e) Debates: temas históricos ou da atualidade, propostos pelos editores ou por colaboradores, e debatidos por especialistas que expõem seus pontos de vista por escrito ou ao vivo, através da gravação do áudio. No primeiro caso, os colaboradores podem sugerir temas e participantes, responsabilizando-se pela editoria, pela interação deles e pela edição do texto final. O debate ao vivo, quando não for organizado pela revista, pode ser submetido já transcrito e parcialmente editado, cabendo a edição final aos editores da Fractal: Revista de Psicologia (máximo de 30 laudas).

f) Resenhas: análises críticas de obras publicadas que ampliem ou contribuam para os estudos da subjetividade (máximo de 10 laudas).

 

Políticas de Seção

Artigos

Insira aqui a política desta seção

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Depoimentos

entrevistas com pessoas cujas histórias de vida ou realizações profissionais sejam relevantes para o conhecimento da história da Psicologia e áreas afins (máximo de 15 laudas)

Não verificado Submissões abertas Não verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Resumos de Trabalhos Acadêmicos, Dissertações e Teses

descrição sucinta dos trabalhos acadêmicos, dissertações e teses de doutorado e livre-docência (Máximo de 1,5 laudas).

Não verificado Submissões abertas Não verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Eventos

Eventos: resumos de trabalhos de pesquisa e extensão apresentados em congressos científicos com a participação de alunos de graduação. Os resumos devem conter no máximo 500 palavras, fonte “times new roman”, corpo 12, espaço simples, título centralizado em caixa alta, com indicação dos autores, o nome do orientador em último lugar, endereço para correspondência e e-mail do orientador, filiação institucional dos autores, três palavras-chave, nome do evento no qual o trabalho foi apresentado, local e data. O texto deve ser contínuo, sem parágrafos ou tabulações, subtítulos, referências, ilustrações e tabelas. Deve-se mencionar o órgão de financiamento. Os resumos devem apresentar claramente os objetivos do trabalho, sem indicação de referências, incluindo-se os aspectos mais relevantes da literatura na área. O material e métodos devem ser descritos, envolvendo sujeitos, equipamentos, técnicas e outras estratégias utilizadas. A descrição dos resultados deve conter a síntese do que foi obtido e, se for o caso, explicitar as medidas e os resultados de provas estatísticas aplicadas. A conclusão deve estar baseada nos dados apresentados, sendo conveniente que sejam feitas referências aos objetivos ou hipóteses anteriormente descritas.

Não verificado Submissões abertas Não verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Relatos de Pesquisas

relatos de investigações baseadas em dados empíricos, utilizando metodologia científica. (Máximo de 20 laudas).

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Resenha

análises críticas de obras publicadas que ampliem ou contribuam para os estudos da subjetividade (máximo de 10 laudas).

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Relatos de Experiência Profissional

Estudo de caso contendo análise conceitual e descrição dos procedimentos de intervenção (máximo 14 laudas)

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Notas de Pesquisa

Relato preliminar, mais curto e incipiente do que um artigo, enfatizando hipóteses, progressos e dificuldades de pesquisas em andamento, comentando fontes, métodos e técnicas utilizadas e desdobramentos antevistos (máximo de 10 laudas).

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Debate

Temas históricos ou da atualidade, propostos pelos editores ou por colaboradores, e debatidos por especialistas que expõem seus pontos de vista por escrito ou ao vivo, através da gravação do áudio. No primeiro caso, os colaboradores podem sugerir temas e participantes, responsabilizando-se pela editoria, pela interação deles e pela edição do texto final. O debate ao vivo, quando não for organizado pela revista, pode ser submetido já transcrito e parcialmente editado, cabendo a edição final aos editores da Fractal: Revista de Psicologia (máximo de 30 laudas).

Não verificado Submissões abertas Não verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Tradução

Verificado Submissões abertas Não verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Dossiê Arte, Narrativas e Subjetividade - artigos

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Dossiê Arte, Narrativas e Subjetividade - ensaio

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Prefácio

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Apresentação

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Palestra

Não verificado Submissões abertas Não verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Políticas sexuais e de gênero no contemporâneo

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Dossiê Corporeidade

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Dossiê Psicologia, modos de vida e trabalho: mobilizando um patrimônio de conceitos e autores

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Dossiê Corporeidade - Depoimento

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Dossiê Psicologia e Epistemologias contra-hegemônicas

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Dossiê O professor sem voz: tensões na escola contemporânea e desafios para a psicologia

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares
 

Processo de Avaliação pelos Pares

Peer Review:

Os artigos submetidos passam primeiramente pelo desk review, uma avaliação prévia feita pelos editores associados para verificar se estão em concordância com o escopo da revista. Após essa etapa, os artigos serão avaliados quanto sua adequação às normas de publicação da revista. Se houver falhas na normalização, a secretaria da Revista entrará em contato com os autores, solicitando as correções necessárias (obs: os artigos que permanecerem fora das normas serão recusados antes da avaliação, não sendo permitida nova submissão). Depois disso, os artigos serão encaminhados a dois avaliadores especialistas para avaliação no sistema double blind review. Os pareceristas são professores doutores, de reconhecido saber na área da psicologia, em particular na área temática que predomina no artigo a ser avaliado. Os pareceristas são convidados pelo Editor de Seção a emitir parecer. Cada artigo é avaliado por dois pareceristas que emitem o parecer final seguindo os itens:

( ) Deveria ser publicado, com prioridade. Não é necessário rever.

( ) Deveria ser publicado. Não é necessário rever.

( ) Deveria ser publicado, mas precisa ser revisto

( ) Não deveria ser publicado.

Caso os dois pareceristas marquem uma das duas primeiras opções, o artigo é inserido na lista de trabalhos aprovados, prontos para a publicação e o autor recebe e-mail informando que o seu artigo foi aprovado para publicação na Revista. Quando um dos pareceristas marca a terceira opção, o autor recebe e-mail da Revista com o parecer em anexo, no qual constam as revisões necessárias para a publicação do artigo. Os pareceres são remetidos aos autores sem a indicação dos nomes dos pareceristas. Uma vez que o autor atenda às solicitações presentes no parecer, o artigo é mais uma vez remetido ao parecerista para que ele verifique se as alterações realizadas no artigo são suficientes para a sua aprovação. Se os dois pareceristas indicarem que o artigo não deveria ser publicado, o autor recebee-mail informando que o artigo não foi aceito para publicação. Quando os dois pareceristas emitem pareceres discordantes, um aprovando o artigo, o outro contraindicando sua publicação, um terceiro professor doutor é convidado a emitir parecer. Neste caso, o artigo será considerado indicado para publicação quando dois dos três pareceristas considerarem que o artigo deve ser publicado. Do mesmo modo, o artigo será considerado contraindicado para publicação quando dois dos três pareceristas considerarem que o artigo não deve ser publicado na Revista.



Diretrizes para Avaliadores

FRACTAL: REVISTA DE PSICOLOGIA

Universidade Federal Fluminense

Instituto de Ciências Humanas e Filosofia
Campus do Gragoatá - Rua Professor Marcos Waldemar de Freitas Reis, Bloco O, sala 334. São Domingos - Niterói. CEP 24210-201 - RJ - Brasil
E-mail: fractal.revista.psi@gmail.com

 

I) Roteiro para elaboração de parecer:

Título do trabalho:


Por favor, marque sua opção nas questões abaixo, além dos comentários por escrito.

 

1. Com relação ao estilo: a linguagem é clara a sem ambiguidades?

( ) Sim ( ) Não

 

Se não, por favor, sugira reformulações em seus comentários.

 

2. As articulações teóricas e conceituais são apresentadas de modo claro e coerente?

( ) Sim ( ) Não

 

Se não, por favor, comente como isso poderia ser feito.

 

3. Com relação à revisão da literatura: o autor menciona as referências necessárias?

( ) Sim ( ) Não

 

Se não, por favor, indique as omissões em seus comentários.

 

4. Com relação à metodologia: o autor utilizou o método adequado?

( ) Sim ( ) Não ( ) Não se aplica

 

Se não, por favor, comente a respeito.

 

5.Os dados são analisados e interpretados adequadamente?

( ) Sim ( ) Não ( ) Não se aplica

 

Se não, por favor, comente a respeito.

 

6. O trabalho apresenta-se como relevante para o campo de

estudos?

 

( ) Sim ( ) Não

 

Se não, por favor, justifique sua opinião.

 

7. Parecer final

( ) Deveria ser publicado, com prioridade. Não é necessário rever.

( ) Deveria ser publicado. Não é necessário rever.

( ) Deveria ser publicado, mas precisa ser revisto

( ) Não deveria ser publicado.

 

 

II) Comentários:

 

Título do trabalho:

 

Você concorda que uma cópia desidentificada deste parecer seja enviada para o autor?

( ) Sim ( ) Não

 

Se você acha que o trabalho não deve ser publicado como está, por favor, aponte as mudanças que poderiam ser feitas para torná-lo publicável.

Obs: Qualquer que seja o parecer emitido, é fundamental que o parecerista emita algum comentário acerca do trabalho avaliado, de modo a fundamentar a sua decisão. 

 

 

 


 

Periodicidade

Os itens da Fractal: Revista de Psicologia são publicados coletivamente na ocasião em que o sumário é concluído. O formato padrão para identificação de edições e/ou volumes é: Volume.Número (ex.: 20.1). A periodicidade da revista é quadrimestral, é publicada nos meses de janeiro, maio e setembro.

 

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

 

Arquivamento

A Fractal: Revista de Psicologia participa da Rede Cariniana (Rede Brasileira de Serviços de Preservação Digital), que surgiu da necessidade de se criar no Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia - IBICT uma rede de serviços de preservação digital de documentos eletrônicos brasileiros, com o objetivo de garantir seu acesso contínuo a longo prazo.

 

Acordo de Cooperação Técnica

Maria Salvadora Perrone (Programadora) Luiz Guilherme Figueiredo (Programador) Técnicos-administrativo intermediário do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Psicologia da UFF.

 

Editores Convidados

Luis Antonio dos Santos Baptista atuou como Editor Convidado no volume 21.2 (maio/ago. 2009).

Paulo Eduardo Viana Vidal atuou como Editor Convidado no volume 22.2 (maio/ago. 2010).

Eduardo Passos, Virginia Kastrup e Silvia Tedesco atuaram como Editores Convidados no volume 25.2 (maio/ago. 2013)

 

Política em relação a cobrança de APC (“Article Processing Charge”)

Fractal: Revista de Psicologia não cobra dos autores taxa de submissão de artigos e nem de avaliação.

 

Código de Ética

Princípios éticos e boas práticas

A Fractal: Revista de Psicologia tem um compromisso com a ética e a qualidade das publicações. Guiados pelos princípios recomendados pelo Committee on Publication Ethics – COPE (http://publicationethics.org/), defendemos um comportamento ético de todas as partes envolvidas no processo de publicação. Abaixo, listamos algumas das políticas que adotamos nesse sentido.

 

Deveres do Editor:

Os editores são responsáveis por toda e qualquer publicação do periódico, cabendo-lhes, portanto:

- analisar todos os artigos recebidos, sendo de sua responsabilidade a rejeição ou a aceitação dos artigos, com base nos pareceres;

- garantir os padrões de qualidade desejados, obedecendo aos objetivos do periódico e às suas respectivas seções;

- evitar más práticas e comportamento antiético, especialmente de plágio e informação fraudulenta;

- selecionar os avaliadores/pareceristas de forma adequada, considerando a afinidade temática com os artigos e a produção e respeitabilidade dos acadêmicos avaliadores/pareceristas no meio acadêmico-científico;

- garantir que a avaliação dos artigos será feita por pares, de forma a garantir a qualidade da publicação científica, justificando qualquer importante desvio em relação ao processo de avaliação;

- preservar permanentemente o anonimato dos avaliadores/pareceristas, bem como o anonimato dos autores dos artigos em análise;

- avaliar os manuscritos submetidos com base unicamente na sua importância, originalidade, clareza e relevância do estudo para o campo científico, sem considerar a raça, o sexo, a orientação sexual, a crença religiosa, a origem étnica, a nacionalidade ou a filosofia política e/ou ideológica dos autores;

- evitar que seja divulgada qualquer informação sobre um manuscrito submetido, a não ser aos pareceristas e aos conselheiros editoriais;

- impedir a utilização de materiais inéditos divulgados em um manuscrito submetido em pesquisas próprias sem o consentimento expresso e por escrito do autor;

- impedir que interesses comerciais comprometam os padrões intelectuais;

- tomar medidas necessárias cabíveis quando forem apresentadas reclamações éticas a respeito de um manuscrito submetido ou artigo publicado, dispondo-se a publicar correções, esclarecimentos, retratações e desculpas, quando necessário;

- recusar avaliar os manuscritos em que tenha conflitos de interesse por questões competitivas, colaborativas ou outros relacionamentos ou ligações com qualquer um dos autores, empresas ou instituições ligadas aos manuscritos;

- garantir que o material de pesquisa publicado esteja em conformidade com diretrizes éticas internacionalmente aceitas, reservando-se o direito de pedir orientação ao Comitê Científico nomeado nesta revista, caso haja necessidade;

- tomar todas as medidas necessárias em caso de suspeita de falta de ética. Este dever estende-se a trabalhos publicados e não publicados.

 

Deveres da Editoria em relação ao comportamento antiético:

- qualquer manifestação antiética identificada nos trabalhos científicos publicados na Revista Eletrônica Fractal pode ser trazida à atenção do editor a qualquer momento, por qualquer pessoa, desde que haja informações e evidências suficientes para que uma investigação seja iniciada;

- todas as tentativas necessárias devem ser realizadas para a obtenção de uma resolução para o problema;

em todo caso, o autor deve ter a oportunidade de responder a quaisquer alegações;

- informar ou notificar o autor ou revisor onde lhe parecer que houve qualquer mal-entendido ou má-aplicação de padrões aceitáveis;

- decidir pela retratação ou retirada formal de publicação da revista.

 

Deveres dos Pareceristas:

- auxiliar o editor na tomada de decisões editoriais e, por meio das comunicações, auxiliar o autor na melhoria do artigo;

- notificar imediatamente o editor caso não se sinta qualificado para analisar o artigo ou quando julgar que a leitura imediata do trabalho será impossível;

- tratar os trabalhos recebidos para análise pelo editor ou pelo(s) autor(es) como documentos confidenciais, sendo vedada a exposição dos manuscritos à apreciação de terceiros;

- considerar a relevância, correção, originalidade, atualidade das discussões e referências, adequação ao campo de conhecimento, o rigor metodológico e padrões de qualidade da publicação;

- preencher todos os itens do formulário de avaliação recebido concomitantemente com o artigo a ser avaliado;

- manter em sigilo informações privilegiadas ou ideias obtidas por meio da leitura dos manuscritos, não utilizando-as para proveito pessoal;

- conduzir os pareceres de forma objetiva, expressando seus pontos de vista de maneira clara, apoiados em argumentos;

- identificar trabalhos publicados relevantes que não foram citados pelos autores;

- chamar a atenção do editor em caso de suspeita de plágio ou autoplágio, apontando qualquer outro artigo publicado ou enviado de que tenha conhecimento substancialmente similar ao trabalho em revisão;

- recusar avaliar os manuscritos em que tenha conflitos de interesse por questões competitivas, colaborativas ou outros relacionamentos ou ligações com qualquer um dos autores, empresas ou instituições ligadas aos manuscritos.

 

Deveres dos Autores:

- devem ser pesquisadores acadêmicos, engajados em um trabalho sério e sistemático em seus campos e subcampos específicos;

- declarar, quando da submissão do artigo, que o seu conteúdo é original, que não foi publicado ou submetido a qualquer outra publicação, em qualquer idioma;

- identificar instituições e agências que apoiaram (se for o caso) a pesquisa financeiramente;

- apresentar um relato preciso do trabalho realizado, bem como uma discussão objetiva sobre o seu significado; o artigo deve conter detalhes suficientes e referências que permitam que outros possam replicar o trabalho;

- dar o devido crédito aos autores das obras e/ou trabalhos citados;

- não publicar manuscritos que descrevam essencialmente a mesma pesquisa em mais de um periódico; Enviar o mesmo manuscrito para mais de uma revista ao mesmo tempo e/ou publicar o mesmo artigo em mais de um periódico constitui um comportamento editorial antiético e inaceitável;

- listar os nomes de todos os coautores que tiveram uma contribuição significativa para a concepção, projeto, execução ou interpretação do estudo relatado. O autor principal deve garantir que todos os coautores apropriados estejam incluídos no artigo; também deve certificar-se de que todos os coautores viram e aprovaram a versão final do manuscrito e que concordaram com sua submissão para publicação. Pessoas que tiveram participação no projeto de pesquisa devem ser listadas como colaboradores;

- informar imediatamente o editor da revista ou o membro do Conselho Editorial sobre conhecimento de erro significativo ou imprecisão em seu trabalho publicado e cooperar com o editor para corrigir o artigo;

- Comprometer-se a trabalhar como avaliadores (pareceristas) para outros artigos em sua subárea do conhecimento.