Envelhecimento populacional e dispersão urbana: notas de pesquisa para estudos entre dinâmica demográfica urbanização / Populational Ageing and urban sprawl: research notes for studies between demographic dynamics and urbanization

Autores

  • Ricardo Ojima Universidade Federal do Rio Grande do Norte
  • Victor Hugo Dias Diógenes Universidade Federal da Paraíba (UFPB)

DOI:

https://doi.org/10.22409/geograficidade2018.81.a12995

Palavras-chave:

Urbanização, Envelhecimento Populacional, Arranjos Domiciliares

Resumo

O objetivo do trabalho é discutir a evolução do perfil dos arranjos domiciliares brasileiros considerando o número de moradores por domicílios para apontar as características tendenciais da dispersão urbana. Com isso, busca-se problematizar a divergência desse padrão com a tendência da dimensão demográfica em um futuro próximo. Portanto, espera-se evidenciar o fato de que esse modelo de expansão urbana não favorece a vida cotidiana de uma população mais idosa e cada vez mais representativa no país. Enfim, espera-se trazer elementos para uma agenda de pesquisas para entender a cidade e o envelhecimento populacional no futuro não muito distante.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALVES, J. E. D.; BARROS, L. F. W. As famílias DINC no Brasil e em São Paulo. Aparte, IE/UFRJ, 2012. Disponível em:< http://www.ie.ufrj.br/aparte/ >.

ARRIAGADA, I. Transformaciones familiares y políticas de bienestar en América Latina. In: ARRIAGADA, I. (Org.). Familias y políticas públicas en América Latina: una historia de desencuentros. Santiago de Chile: CEPAL, 2007.

BARROS, L.F.W.; ALVES, J.E.D.; CAVENAGHI, S.. Novos Arranjos Domiciliares: condições socioeconômicas dos casais de dupla renda e sem filhos (DINC). XVI Encontro Nacional de Estudos Populacionais, Anais... Caxambu-MG, 2008.

BERQUÓ, E.; CAVENAGHI, S. M. Oportunidades e fatalidades: um estudo demográfico das pessoas que moram sozinhas. In: VI Encontro Nacional de Estudos Populacionais, 1988, Olinda. Anais... Belo Horizonte: Abep, v. 1, 1988

CAMARGOS, M.C.S.; GONZAGA, M.R. Viver mais e melhor? Estimativas de expectativa de vida saudável para a população brasileira. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 31, n. 7, p. 1460-1472, jul. 2015. Disponível em <http://ref.scielo.org/t3g824>. Acesso em: 26 maio 2016.

CAMARGOS, M. C. S.; RODRIGUES, R. N.; MACHADO, C. J. Idoso, família e domicílio: uma revisão narrativa sobre a decisão de morar sozinho. Revista Brasileira de Estudos de População, São Paulo, v. 28, n. 1, 2011.

DAGGER, R. Stopping sprawl for the good of all: the case for civic environmentalism. Journal of Social Philosophy. v. 34, n. 1, p.28-43. 2003.

GILLY, M. C.; ENIS, B. M. Recycling the Family Life Cycle: a Proposal For Redefinition. In: MITCHELL, A.; ABOR, A. Advances in Consumer Research. Association for Consumer Research. v. 09, p.271-276, 1982.

LESTHAEGHE, R. The Unfolding Story of the Second Demographic Transition. Population and Development Review. v. 36, n. 2, p. 211-251, 2010.

MARTINE, G.; OJIMA, R.; FIORAVANTE, E.F. Transporte individual, dinâmica demográfica e meio ambiente. In: Martine, G.; Ojima, R.; Barbieri, A.F.; Carmo, R.L. (Org.). População e sustentabilidade na era das mudanças ambientais globais: contribuições para uma agenda brasileira. 1ed.Campinas: ABEP, 2012, v. 1, p. 175-186.

McGREGOR, D.; SIMON, D. THOMPSON, D. The Peri-urban Interface: Approaches to sustainable natural and human resource use. Londres: Earthscan, 2006, 336p.

MEDEIROS, M.; OSORIO, R. Mudanças nas famílias brasileiras: a composição dos arranjos domiciliares entre 1977 e 1998. Revista Brasileira de Estudos Populacionais. Rio de Janeiro, v.17, n.1/2, 2000.

OJIMA, R. Dimensões da urbanização dispersa e proposta metodológica para estudos comparativos: uma abordagem socioespacial em aglomerações urbanas brasileiras. Revista Brasileira de Estudos Populacionais. São Paulo: ABEP. v.24, n.2, p.277-300, jul/dez, 2007.

OJIMA, R.; DIOGENES, V. H. D.; SILVA, B. L. Dynamique démographique et politiques sociales au Brésil. Dilemnes et défis politiques du 'bonus démographique'. Problèmes d'Amérique Latine, v. 93, p. 31-53, 2014.

OJIMA, R.; HOGAN, D.J. Crescimento Urbano e Peri-Urbanização: Redistribuição Espacial da População em Novas Fronteiras da Mudança Ambiental. In: IV Encontro da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Ambiente e Sociedade, 2008, Brasília. Anais... Campinas: ANPPAS, 2008.

OJIMA, R.; MARANDOLA JR., E. Mobilidade populacional e um novo significado para as cidades: dispersão urbana e reflexiva na dinâmica regional não metropolitana. Revista Brasileira de Estudos Urbanos e Regionais (ANPUR), v. 14, p. 103-116, 2012.

OJIMA, RICARDO; Marandola Jr., Eduardo. Dispersão Urbana e Mobilidade Populacional. 1. ed. São Paulo: Editora Edgard Blücher, 2016.

PATARRA, N. L. Transición Demográfica: Resumen Histórico o Teoria de Población. Demografia y Economia. v.3(1), 1973.

SILVA, H. Aspectos demográficos associados à geração de resíduos domiciliares no município de Belo Horizonte, 2002. Dissertação de Mestrado. UFMG/CEDEPLAR, Belo Horizonte/MG, 2008.

Downloads

Publicado

2018-10-28

Edição

Seção

Dossiê: Periferias da Paisagem