CARACTERIZAÇÃO FÍSICO-QUÍMICA DE TRÊS XENOENXERTOS UTILIZADOS NA IMPLANTODONTIA

Marcos Alexandre Nunes da Silva

Resumo


Resumo:

Os biomateriais de origem xenógena, utilizados como substitutos ósseos, têm sido alvo de grande interesse clínico, devido às suas propriedades de biocompatibilidade e osteocondução. As propriedades físico-químicas dos biomateriais exercem uma grande influência sobre sua interação com as células e subsequentemente desempenham um papel importante na resposta biológica in vivo dos materiais. As características físicas envolvem características microestruturais de forma e tamanho das partículas, porosidade, densidade e área de superfície. A caracterização em termos da química envolve a determinação da composição química e a distribuição dos elementos no biomaterial. Sendo assim, o objetivo deste trabalho foi avaliar comparativamente as propriedades físico-químicas de três xenoenxertos de origem bovina comercialmente disponíveis no mercado nacional para tratamento de perdas ósseas na Odontologia. A Microscopia Eletrônica de Varredura (MEV) evidenciou discrepâncias no tamanho das partículas dos biomateriais estudados quando relacionados com os dados fornecidos pelo fabricante. Os difratogramas obtidos pela Difração de Raios X (DRX), apontaram dois biomateriais mais amorfos, Bio-Oss® e Lumina-Bone Porous®, e um mais cristalino Extra Graft XG13®, corroborando com a análise Termogravimétrica que evidenciou significativa perda de massa nos dois biomateriais amorfos. O biomaterial Extra Graft XG13® não apresentou porosidade detectável pelo método de análise Área superficial específica e porosidade (Brunauer, Emmett and Teller BET). Os materiais Bio-Oss® e Lumina Bone®, mostraram presença significativa do grupo hidroxila na análise do infravermelho, confirmando a presença de água no biomaterial. Os biomateriais estudados apresentaram grandes discrepâncias quanto a cristalinidade, porosidade e área superficial entre si, essas características impactam na resposta biológica após a implantação e, por isso, devem ser avaliadas de acordo com a indicação clínica. 

Palavras Chave: Biomaterial Xenógeno, Caracterização Físico-Química, Odontologia, Reparo ósseo

 

 

Abstract:

Xenogen biomaterials used as bone substitutes, have been of great clinical interest due to their biocompatibility and osteoconduction properties. The physicochemical characteristics of biomaterials influence the biological response that occurs during the regenerative process. Therefore, the objective of this study was to comparatively evaluate the physicochemical properties of three bovine xenografts commercially available in the national market for the treatment of bone loss in dentistry. The biomaterials analyzed were: Bio-Oss®, Extra Graft XG13® and Lumina-Bone Porous®. Scanning Electron Microscopy (SEM) showed discrepancy in particle size of the biomaterials studied when related to the data provided by the manufacturer. The X-ray Diffraction (XRD) diffractograms showed two more amorphous biomaterials, Bio-Oss® e Lumina-Bone Porous®, and one more crystalline Extra Graft XG13®, corroborating the thermogravimetric analysis, that showed significant loss of mass in the two amorphous biomaterials. Extra Graft XG13® biomaterial showed no detectable porosity by the specific surface area and porosity analysis method (Brunauer, Emmett and Teller BET). Bio-Oss® and Lumina Bone® biomaterials showed significant presence of hydroxyl group in infrared analysis. The bovine biomaterials studied showed large discrepancies regarding crystallinity, porosity and surface area. These characteristics impact on the biological response after implantation and therefore should be evaluated according to the clinical indication advising.

Key words: Xenograft, physicochemical characteristics, dentistry, Bone Repair.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/ijosd.v0i54.40997

Apontamentos

  • Não há apontamentos.