SAÚDE BUCAL E CONDIÇÕES SISTÊMICAS EM IDOSOS DA BAIXADA FLUMINENSE: COORTE RETROSPECTIVO

Autores

  • Marcelo José Uzeda Universidade Federal Fluminense
  • Adriana Pinheiro de Carvalho
  • Andréao Fagundes Campello
  • Rodrigo Figueiredo Resende
  • Suelen Cristina Sartoretto
  • Cláudia Monsores de Oliveira

Resumo

O equilíbrio sistêmico e a saúde bucal são condições clínicas que estabelecem entre si uma relação multidimensional capaz de exercer grande impacto sobre o bem-estar cotidiano do indivíduo. As disfunções metabólicas associadas ao estado nutricional e a perda da capacidade muscular geram uma maior necessidade de cuidados em pessoas idosas. Sob o ponto de vista odontológico a presença de dentes naturais bem como o grau de doença periodontal, estão associados a competência mastigatória e, desta forma, são fatores determinantes na saúde da população acima dos 60 anos de idade. O presente estudo teve como objetivo avaliar, através da análise retrospectiva dos últimos 05 anos, a relação entre a saúde bucal e as condições sistêmicas de indivíduos acima de 60 anos residentes na Baixada Fluminense (Rio de Janeiro/Brasil) com evidente crescimento demográfico populacional. Para isso foram analisados 11.390 prontuários de pacientes usuários da Clínica Odontológica da Universidade Iguaçu/RJ sendo selecionados 1.125 que atendiam aos critérios de inclusão. Os resultados destacam a presença de doença periodontal em cerca de 56% dos indivíduos diabéticos, além de 43% com quadro hipertensivo no momento do atendimento apontando para uma importante relação entre a atenção com a saúde bucal da população assistida nessa região e suas condições sistêmicas.

Palavras-Chaves: Saúde bucal, idosos, odontologia, sinal clínico, cuidados de saúde

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-02-27

Edição

Seção

Artigos