APLICABILIDADE DA INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL EM ODONTOLOGIA

Autores

  • Sérgio Spezzia Escola Paulista de Medicina - Universidade Federal de São Paulo.

Resumo

A inteligência artificial é proveniente do setor de informática e consta de tecnologia com mecanismo oriundo de softwares, que é capaz de propiciar benefícios por intermédio do recurso da sua utilização em todos campos da sociedade. No setor saúde seu emprego tem se mostrado satisfatório, inclusive na área odontológica. No geral, na área da saúde pode-se aperfeiçoar e aprimorar a abordagem realizada preventivamente, uma vez que se pode proferir diagnósticos precocemente, obtendo melhor desfecho para os tratamentos. O objetivo do presente artigo foi investigar como o emprego da inteligência artificial pode agir e auxiliar no transcorrer dos procedimentos odontológicos. Os diagnósticos precoces são requisitados também a nível odontológico, almejando com essa aparatologia minimizar eventuais falhas nos tratamentos. Em âmbito odontológico pode-se dispor desse recurso nas áreas de Diagnóstico Bucal, Ortodontia, Dentística e Radiologia Odontológica. Concluiu-se que com o uso da inteligência artificial pode-se obter melhor desfecho nos tratamentos odontológicos realizados, concomitantemente sendo viável a racionalização do tempo gasto nos tratamentos e uma melhor confortabilidade aos pacientes e aos cirurgiões dentistas que estão em atendimento.

Palavras-chave: Tecnologia. Odontologia. Saúde Bucal. Diagnóstico Precoce.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sérgio Spezzia, Escola Paulista de Medicina - Universidade Federal de São Paulo.

Cirurgião Dentista. Especialista em Gestão em Saúde e Mestre em Ciências pela Escola Paulista de Medicina - Universidade Federal de São Paulo. Membro do Corpo Editorial da Revista Uningá Review e do Brazilian Journal of Surgery and Clinical Research. Revisor da Revista de Ciências Médicas da PUCCAMP e da Revista de Ciências Médicas da PUC de Sorocaba.

Downloads

Publicado

2022-03-03

Edição

Seção

Artigos