102
SÉRIE MAPAS
Cartography Series
Serie Mapas
Talles Lopes de Oliveira [Universidade Estadual de Goiás, Brasil]*
Assim como em Terra Brasilis (1519), grande parte dos mapas coloniais do Brasil estão marcados por um evi-
dente contraste entre um Leste colonizado e nomeado com topônimos europeus, com um Oeste desconhecido,
representado como um grande vazio continental ou uma região idílica cheia de riquezas e criaturas mitológicas.
Esse tipo de leitura do território está ligada ao imaginário colonial das primeiras invasões bandeirantes no Brasil
central, que compreendiam o Oeste como um espaço exótico e selvagem passível de ser colonizado.
A construção da narrativa colonial sobre o Oeste do Brasil como um lugar a ser explorado foi resgatada pelo
estado brasileiro no século XX, tornando-se enredo do processo de modernização e unificação territorial que
visava ocupar o interior do país, resultando na construção de cidades modernas como Goiânia e Brasília. Não
por acaso, as propagandas da Marcha para o Oeste (1938), programa de expansão agrícola do governo
Vargas, e os mapas do Atlas do Brasil (1959) publicado pelo IBGE em função da construção de Brasília, pare-
cem atualizar os contrastes entre Leste e Oeste presente nos mapas coloniais.
Partindo dessas observações, através da produção de um conjunto de mapas venho me dedicando a investigar
a contraditória filiação das narrativas do Brasil moderno nas representações cartográficas coloniais, procurando
discutir como o aparato técnico-científico e supostamente neutro da cartografia moderna atualizou narrativas
mitológicas de dominação do Brasil Central.
*Talles Lopes de Oliveira é artista visual, arquiteto e urbanista graduado pela Universidade Estadual de Goiás. E-mail:
talleslopes.go@gmail.com
LOPES, Talles. Série
Mapas. Revista Poiésis,
Niterói, v. 23, n. 39,
p. 102-114, jan./jun.
2022. [DOI: https://
doi.org/10.22409/
poiesis.v23i39.52951]
Este documento
é distribuído nos
termos da licença
Creative Commons
Atribuição-NãoComer-
cial 4.0 Internacional
(CC-BY-NC) © 2022
Talles Lopes
Revista Poiésis, Niterói, v. 23, n. 39, p. 102-114, jan./jun. 2022. [DOI: https://doi.org/10.22409/poiesis.v23i39.52951]
A Marcha. 2018. Acrílica e nanquim sobre tecido. 160 x 83 cm.
LOPES, Talles. Série Mapas.