Cryptosporidium spp. e Giardia spp. em carnívoros silvestres do Estado do Pará – Brasil

Darlene Kássia Saraiva Queiroz Pantoja, Marcella Katheryne Marques Bernal, Dayane Novais da Luz Brito, Thais Lopes Chaves Santos, Heyde Araújo Tavares, Mônica Cristina de Moraes Silva, Washington Luiz Assunção Pereira

Resumo


O presente estudo investigou a ocorrência de Cryptosporidium spp. e Giardia spp. em diferentes espécimes silvestres da ordem Carnívora de vida livre e de cativeiro procedentes de municípios do Estado do Pará. Coletou-se amostras fecais de 37 animais distintos (quatro de vida livre e 33 de cativeiro). Para pesquisa de Cryptosporidium spp. e Giardia spp. foram utilizados métodos microscópicos (direto e Kinyoun) e imunológico (RIDA®QUICK Cryptosporidium/Giardia/Entamoeba Combi - N1722). Do total de amostras, 24,32% (9/37) foram positivas, correspondendo a 5,4% (2/37) para Cryptosporidium spp. e 18,91% (7/37) para Giardia spp., respectivamente. Nenhum animal apresentou infecção concomitante para os agentes. Cryptosporidium spp. e Giardia spp., são protozoários zoonóticos que representam um emergente problema de saúde pública. Esses parasitos podem apresentar elevada frequência em regiões em que as condições de saneamento básico são precárias, promovendo surtos de diarreia em animais domésticos, silvestres e no homen. Mamíferos silvestres, como os carnívoros, são susceptíveis à contaminação por enteroparasitas presentes tanto no habitat natural como em cativeiro. Portanto, a pesquisa comprova a presença desses protozoários em carnívoros silvestres, tanto mantidos em criatórios como nos de vida livre no Estado do Pará, considerando-se que esses animais podem atuar como fontes de infecção para o homem, para outros animais e para o meio ambiente.

Palavras-chave


criptosporidiose, giardiase, mamíferos silvestres, protozoários, Pará

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Brasileira de Ciência Veterinária - RBCV