Caracterização histopatológica de tumores mamários espontâneos de gatas (Felis catus) atendidas no Hospital Veterinário da UFRPE (Recife, Pernambuco, Brasil)

Giuliana Viegas Schirato, Vandilson Rodrigues Silva, Rodrigo Caldas Menezes, Edlene Lima Ribeiro, Christina Alves Peixoto, Catarina Oliveira Neves, Mário Ribeiro Melo-Júnior, Ana Lúcia Figueiredo Porto

Resumo


Os carcinomas mamários de gatas possuem prognóstico desfavorável, uma vez que tais tumores são bastante agressivos e com grande capacidade de gerar metástases. Objetivou-se, com este estudo, caracterizar sob o ponto de vista histopatológico, neoplasias mamárias de ocorrência espontânea em gatas (Felis catus). Trinta e cinco amostras de tecido neoplásico mamário de gatas foram obtidas por ressecção cirúrgica de animais oriundos da casuística do Hospital Veterinário da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), período de 2008 a 2010. Os cortes histológicos foram corados pela Hematoxilina-Eosina (HE) e as lâminas foram analisadas em microscopia de luz. Observou-se que 14,29% das lesões eram benignas e 85,71% adenocarcinomas. As lesões de característica benigna foram classificadas como: 60% fibroadenomas, 20% como adenoma simples e 20% como adenose. Os adenocarcinomas apresentavam em sua maioria (86,87%) presença de necrose e tal sinal esteve presente em grande parte do tecido neoplásico, enquanto apenas 40% das lesões benignas apresentavam pequenos focos de necrose. Em relação à presença de infiltrado inflamatório linfoplasmocitário, apenas os carcinomas apresentaram esse sinal. Comprovando a maior a agressividade dos tumores, foi observado um maior número de figuras de mitose em adenocarcinomas (5,33±2,29 mitoses por campo) quando comparadas às lesões de característica benigna (0,8±0,45/ P=0,006). A maioria dos neoplasmas mamários de felinos apresenta característica de malignidade, gradação histológica alta, evidenciando um mau prognóstico para os indivíduos portadores.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Brasileira de Ciência Veterinária - RBCV