Comportamento ingestivo de bovinos Nelore confinados com diferentes níveis de substituição de silagem de sorgo por cana-de-açúcar ou bagaço de cana amonizado com ureia

Ricardo Carvalho de Barros, Vicente Ribeiro Rocha Júnior, Edílson Paes Saraiva, Gustavo Almeida Mendes, Gustavo Chamon de Castro Meneses, Célio Roberto de Oliveira, Wéder Jânsen Barbosa Rocha, Ana Cássia Rodrigues de Aguiar, Carlos César Rodrigues dos Santos

Resumo


Objetivou-se avaliar o comportamento ingestivo de bovinos Nelore submetidos a diferentes níveis de substituição de silagemde sorgo por cana-de-açúcar ou bagaço de cana amonizado com ureia. Foram confinados 35 animais machos não castrados,distribuídos em sete tratamentos: 100% silagem de sorgo; 70% de silagem de sorgo + 30% de cana-de-açúcar; 30% desilagem de sorgo + 70% de cana-de-açúcar; 100% de cana-de-açúcar; 70% de silagem de sorgo + 30% de bagaço de canaamonizado com ureia; 30% de silagem de sorgo + 70% de bagaço de cana amonizado com ureia e 100% de bagaço de canaamonizado com ureia. Todos os animais foram submetidos a observação visual para avaliação do comportamento ingestivoaos 15, 30 e 50 dias do período experimental. O aumento do teor de cana na dieta em substituição à silagem de sorgo, nãoprovocou alterações nos tempos de alimentação, ruminação e ócio dos animais. Já a substituição da silagem de sorgo porbagaço de cana amonizado com ureia provocou alterações no comportamento ingestivo, reduzindo o tempo de alimentaçãoe aumentando o tempo de ruminação dos animais. O número de ciclos de ruminação e a duração destes ciclos foramafetados por ambos volumosos substitutos.

Palavras-chave


ócio, ruminação, tempo de alimentação.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Brasileira de Ciência Veterinária - RBCV