Causas de mortalidade em leitões em granja comercial do médio-norte de Mato Grosso

João Garcia Caramori Júnior, Gilson Mendes Araújo, Flávio Medeiros Vieites, Joadil G. Abreu, Vivian C. Cochove, Gustavo S. Silva

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar e classificar as principais causas de morte de leitões com até seis dias de idade, em umsistema intensivo de suínos confinados (SISCO), localizado na região médio-norte do estado de Mato Grosso durante o anode 2006. Observaram-se 48.416 leitões provenientes de 2.054 matrizes. Verificou-se taxa de mortalidade de 7,43% do totalde nascidos vivos. As causas mais frequentes de mortalidade, em relação ao total de nascidos vivos, foram esmagamento(24,14%), debilitação (8,01%), síndrome diarreica (6,0%), defeitos genéticos (2,41%) e outras causas sem diagnósticoconfirmado durante a necrópsia (15,20%). A taxa de natimortalidade em relação ao total de nascidos foi de 5,59%. Comrelação à sazonalidade das mortes, observou-se maior índice de mortalidade por síndrome diarreica durante a primavera,que coincide com os meses mais quentes do ano, não observando tendência para morte por esmagamento em nenhumaépoca do ano.

Palavras-chave


diarreia, esmagamento, leitões, mortalidade

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Brasileira de Ciência Veterinária - RBCV