Utilização do músculo diafragma e seus pilares como parâmetro na linha de inspeção da cisticercose bovina

Murilo Geraldo de Queiroz, José Maria Ferreira, Cecília Muller Bandeira

Resumo


No Brasil, a cisticercose é uma doença de caráter endêmico, presente em todas as regiões de produção pecuária. Na rotinade inspeção post mortem de bovinos avalia-se geralmente locais de predileção para a fixação dos cistos tais como coração,músculos da cabeça, língua e fígado, a fim de localizar os cistos de cisticercos na carcaça e evitar a disseminação da doença.O objetivo deste trabalho foi validar a utilização do diafragma e seus pilares como proposta para a detecção de cistos decisticercose em linhas de inspeção de matadouros-frigoríficos. Esta pesquisa foi realizada em três semestres consecutivos,de julho de 2002 a dezembro de 2003, fazendo-se a diferenciação entre os períodos de verão e inverno (outubro de 2002 amarço de 2003 e abril de 2003 a setembro de 2003). Foram avaliadas 591.551 carcaças de bovinos, provenientes de 61municípios do estado de Mato Grosso do Sul, abatidos em um matadouro-frigorífico de exportação do mesmo estado. Todo oprocesso de abate e a realização dos exames post mortem foram efetuados obedecendo aos procedimentos previstos nasnormas oficiais de abate de bovinos do Ministério da Agricultura, Pecuária e do Abastecimento, sob supervisão dos médicosveterinários responsáveis pelo Serviço de Inspeção do estabelecimento em questão. Do total de animais abatidos, 14.427(2,44%) apresentaram cistos de cisticercose. A análise dos resultados mostrou que o número de bovinos contaminados temaumentado progressivamente e que a cisticercose bovina encontra-se amplamente distribuída no estado.

Palavras-chave


cisticercose, bovino, pilares do músculo diafragma, Mato Grosso do Sul, Brasil

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Brasileira de Ciência Veterinária - RBCV