Produção de enterotoxinas por Staphylococcus isolados de leite de cabras do estado do Rio de Janeiro

Francimara de Araújo Mariano, Marcio Manhães Folly, Gina Nunes Teixeira, Luiz Simeão do Carmo, Olney Vieira-da-Motta

Resumo


Foram identificados Staphylococcus aureus e estafilococos coagulase-negativos produtores de enterotoxinas, a partir deamostras de leite de cabras. Coletaram-se 184 isolados estafilocócicos de 8 capris do estado do Rio de Janeiro. As amostrasforam analisadas de acordo com técnicas microbiológicas de rotina e inoculadas em ágar estoque. A determinação das cepasenterotoxigênicas utilizou o método de Optimum Sensibility Plate (OSP). As cepas produtoras de enterotoxinas foram identificadaspor método automatizado MiniApi pelo uso de galerias ID32Staph. Do total de amostras, 36 isolados (19,6%) foram produtorasde enterotoxinas (A, B, C, D). As espécies identificadas foram: S. aureus 14 (38,8%), S. capitis 1 (2,8%), S. cohnii 2 (5,4%), S.chromogenes 1 (2,8%), S. lugdunensis 5 (13,7%), S. haemolyticus 1 (2,8%), S. simulans 5 (13,7%), S. caprae 1 (2,8%), S.warneri 1 (2,8%) e S. epidermidis 5 (13,7%). A toxina de maior ocorrência isolada foi SEA (27,8%), seguido de SEC (19,4%), SED(11,1%) e SEB (8,3%). As cepas produziram mais de uma toxina associada, SEBC (16,7), SECD (11,1%) e SEBCD (5,6%). Osautores enfatizam a primeira ocorrência de S. caprae enterotoxigênica. Concluiu-se que bactérias coagulase-negativasprodutoras de enterotoxinas constituem um risco iminente quando presentes no leite de cabras comercializado para consumohumano.

Palavras-chave


Staphylococcus, cabras, mastite, leite, enterotoxina

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Brasileira de Ciência Veterinária - RBCV