Aspectos radiográficos da mandíbula e crista interdentária de bovinos induzidos ao hiperparatiroidismo secundário nutricional

Jacinta Eufrásia Brito Leite, Frederico Celso Lyra Maia, Pierre Castro Soares, Rosilda Maria Barreto Santos, Vera Alvarenga Nunes, Lucy Marie Ribeiro Muniz

Resumo


Quinze novilhos não castrados, mestiços leiteiros, com idades entre oito e 14 meses, aparentemente sadios, foram induzidosao Hiperparatiroidismo Secundário Nutricional (HSN). Com esta finalidade foram distribuídos cinco animais para cada grupo,constituindo-se três grupos distintos e submetendo-os a três tratamentos. O T1 continha o nível de cálcio (Ca) equivalente a0,45% e de fósforo (P) a 0,36%; o T2 com o nível de Ca igual a 0,45% e o de P a 0,72% e o T3 com o nível de Ca igual a 0,34%e o de P a 0,14%. Decorridos 180 dias, os animais foram sacrificados e radiografias da mandíbula foram obtidas. Redução naaltura da crista interdentária e da densidade óssea da mandíbula foram os sinais radiográficos mais evidentes, constituindose,desta forma, uma referência radiográfica no diagnóstico de bovinos com HSN.

Palavras-chave


hiperparatiroidismo, radiografia, doença metabólica, cálcio, fósforo, bovinos

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Brasileira de Ciência Veterinária - RBCV