Prevalência de helmintos parasitos dos peixes do açude Pereira de Miranda e dos viveiros do DNOCS (Pentecoste, Ceará, Brasil)

Anna Kohn, Berenice M. M. Fernandes, Maria de Fatima D. Baptista-Farias, Simone C. Cohen, Antonia Lucia dos Santos, Maria Clara Pamplona-Basilio, Marcelo J. A. F. Vieira, Vicente A. Feitosa

Resumo


Foi realizada uma avaliação da helmintofauna dos peixes do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas, DNOCS,Pentecoste, Ceará, Brasil. Foram examinados 568 peixes pertencentes a 27 diferentes espécies em abril de 1996, agosto de1998, novembro de 2000 e abril de 2002, coletados no Açude Pereira de Miranda e nos vivieiros do Centro de PesquisasRodolfo Von Ihering. Do total de peixes examinados, 164 (28,87%) encontravam-se parasitados por helmintos, incluindoMonogenea, Cestoda, Digenea e Nematoda, isolados ou em associações. Monogenea apresentou o mais alto índice deprevalência de parasitismo (20,7 % ).

Palavras-chave


peixe de água doce, parasitos, helmintos, Brasil

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Brasileira de Ciência Veterinária - RBCV