Efeitos cardiovasculares e respiratórios em cães anestesiados com diferentes concentrações de isoflurano

Firmino Mársico Filho, Ignacio Alvarez Gomez Segura, Francisco Javier Tendillo, Paulo Roberto Loureiro Nascimento, Carmen Helena Carvalho Vasconcellos

Resumo


No presente trabalho foram analisados os efeitos sobreos aparelhos cardiovascular e respiratório da anestesiainalatória com isoflurano em 3 (três) concentrações fixas (1,1 ,5 e 2 CAM) no cão. Foram utilizados 6 (seis) cães machos,pesando 25 ± 2, 7 kg, com valores hematológicos ebioquímicas dentro da faixa de normalidade. Os parâmetrosanalisados foram: frequência cardíaca (FC), pressão arterialsistólica (PS), diastólica (PD) e média (PM), débito cardíaco(DC), índice cardíaco (IC), frequência respiratória (FR),volumecorrente 0/C) e volume minuto 0/M). Observou-se que,baixas concentrações de isoflurano (1 e 1,5 CAM) produziramum aumento de FC. Com relação à pressão arterial,verificou-se um decréscimo dose-dependente, causado peladiminuição da resistência vascular periférica, o que explicariaa manutenção do DC e ICem baixas concentrações (1 e1,5 CAM). A 2 CAM de concentração, o aumento da FC nãofoi capaz de compensar o menor volume de ejeção do coração.Devido a isso, observou-se queda do DC e IC. Nosistema respiratório, encontrou-se diminuição da FR, VC eVM, dose-dependente.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Brasileira de Ciência Veterinária - RBCV