COMUNICAÇÃO CIENTÍFICA Dermatófitos isolados de cães e gatos clinicamente sadios procedentes da cidade de Niterói, RJ, Brasil

Ana Maria Dieckmann, Ana Cristina Quevedo, Vera Lúcia Silva Ribeiro, Maria Cristina Nobre Castro

Resumo


Através da técnica de Mariat & Tapia (1966) foram examinados 30 cães e 30 gatos clinicamente sadios, atendidos naPoliclínica Veterinária da Universidade Federal Fluminense, Niterói (RJ), Brasil. Verificou-se que o fungo Microsporumcanis foi o único dermatófito isolado e que 30% dos gatos e 6,6% dos cães eram portadores assintomáticos, confirmandoa importância dos felinos na transmissão e perpetuação da microsporidose.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Brasileira de Ciência Veterinária - RBCV