Comparação entre os teores de mercúrio em amostras cruas e cozidas de mexilhão Perna perna (LINNAEUS, 1758)

Isabela Rocha Novaes, Sérgio Carmona São Clemente, Eliane Teixeira Mársico, Nelson Nebel Santos, Luiz César Zamborlini

Resumo


Foi determinado mercúrio total, pela técnica de espectrometria de absorção atômica por arraste de vapor frio, em 64amostras de mexilhão Perna perna (LINNAEUS, 1758), cultivados na Baía de Guanabara, em área próxima à Fortalezade Santa Cruz, Niterói - Rio de Janeiro. As amostras foram divididas em dois lotes, sendo que o primeiro,composto por mexilhões crus, apresentou média de 0,007 mg/g, enquanto que o segundo, composto por mexilhõescozidos por 20 minutos à temperatura de 1 OOºC, apresentou média de 0,01 O mg/g. A análise estatística de variânciaindicou que a diferença entre as médias das amostras cruas e cozidas é significativa, comprovando que oprocessamento utilizado concentra o teor de mercúrio nos tecidos dos mexilhões.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Brasileira de Ciência Veterinária - RBCV