Revista Trabalho Necessário https://periodicos.uff.br/trabalhonecessario <p><strong>Trabalho Necessário - ISSN 1808-799X</strong> é uma publicação quadrimestral do Núcleo de Estudos, Documentação e Dados sobre Trabalho e Educação - NEDDATE, vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Educação e à Faculdade de Educação da Universidade Federal Fluminense – UFF. Publica resultados de pesquisas e estudos sobre mundo do trabalho, formação humana e relações históricas entre trabalho e educação. É dirigida a professores, pesquisadores e estudantes de graduação e pós-graduação, especialmente das áreas das ciências sociais e humanas. </p> ABEC pt-BR Revista Trabalho Necessário 1808-799X <p>DECLARAÇÃO DE DIREITO AUTORAL</p><p>Esta Revista é licenciada por Creative Commons (Atribuição 4.0 Internacional). </p><p>O processamento e a publicação dos trabalhos não implicam em nenhum tipo de custo para os autores.</p><p>Os autores têm autorização para assumir contratos adicionais separadamente, para distribuição não-exclusiva da versão do trabalho publicada nesta revista (ex.: publicar em repositório institucional ou como capítulo de livro), com reconhecimento de autoria e publicação inicial nesta revista.</p><p>DECLARACIÓN DE DERECHO AUTORAL</p><p>Esta revista es licenciada por Creative Commons (Atribuición 4.0 Internacional).</p><p>Lo procesamiento y la publicación de los trabajos no implica en ninguno tipo de costo para los autores.</p><p>Los autores tienen permiso para asumir contratos adicionales separadamente, para distribución no exclusiva de la versión del trabajo publicada en esta revista (ej.: publicar em repositorio institucional o como capítulo de un libro), con reconocimiento de autoria y publicación inicial en esta revista.</p><p>DECLARATION OF COPYRIGHT</p><p>The Journal is licensed by Creative Commons (Attribution 4.0 International).</p><p>Processing and publication of the work do not imply any cost to the authors.</p><p>The authors are allowed to take on additional contracts separately, non-exclusive distribution of the version of the paper published in this journal (ex.: publish in institutional repository or as a chapter of a book), with an acknowledgment of its initial publication in this journal.</p><p> </p><p align="center"><strong>Termo de Transferência de Direitos Autorais</strong></p><p>Como condição para a submissão, os autores devem declarar a autoria do trabalho e concordar com o Termo de Cessão de Direitos Autorais, marcando a caixa de seleção após a leitura das cláusulas. </p><ul><li>Declaro que participei da elaboração do referido artigo / resenhas ou de outros elementos para a composição das seções da Revista <em>TrabalhoNecessário-TN</em>, em parte ou no todo; que não omiti qualquer ligação ou acordo de financiamento entre os autores e instituições ou empresas que possam ter interesses na publicação desse trabalho;</li><li>Declaro tratar-se de texto original, isento de compilação, em parte ou na íntegra, de minha autoria ou de outro(os) autor (es) e que segui(mos) as diretrizes (normas e instruções) para os autores;</li><li>Declaro que o texto não foi enviado a outra revista (impressa ou eletrônica) e não o será enquanto a possibilidade de sua publicação esteja sendo considerada pela Revista Trabalhonecessário;</li><li>Declaro que transfiro os direitos autorais do trabalho especificado para a Revista TrabalhoNecessário, comprometendo-me a não reproduzir o texto, total ou parcialmente, em qualquer meio de divulgação (ex.: publicar em repositório institucional ou como capítulo de livro), impresso ou eletrônico, sem prévia autorização dessa Revista, com reconhecimento de autoria e publicação inicial nesta revista.</li><li>Declaro que tenho conhecimento que a cessão do texto à Revista <em>TrabalhoNecessário</em>-TN é gratuita e, portanto, não haverá qualquer tipo de remuneração pela sua utilização.</li></ul> APRESENTAÇÃO: TRABALHO, HISTÓRIA E MEMÓRIA DOS POVOS DE "NUESTRA AMÉRICA" - TOMO 2 https://periodicos.uff.br/trabalhonecessario/article/view/62029 <p>--</p> Ana Elizabeth Santos Alves Boris Marañon Pimentel Dora Lídia Marqués Delgado Hilda Caballero Aguilar Jesus Jorge Pérez García Maria Clara Bueno Fischer Copyright (c) 2024 Revista Trabalho Necessário https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2024-02-22 2024-02-22 22 47 01 09 10.22409/tn.v21i47.62029 A ESCOLA LATINO-AMERICANA DE AGROECOLOGIA (ELAA) E A QUESTÃO CIENTÍFICO-TÉCNICA NAS RELAÇÕES DE DEPENDÊNCIA https://periodicos.uff.br/trabalhonecessario/article/view/59165 <p><span style="font-weight: 400;">O presente artigo discute a formação da Escola Latino-Americana de Agroecologia (ELAA), originária dos movimentos dos trabalhadores no campo, em uma perspectiva macrossocial. Argumentamos que a dinâmica pedagógica-laboral da ELAA ilustra tanto os avanços quanto os atuais limites das concepções científico-técnicas na expansão internacional do capitalismo. Assim, abordamos a temática a partir da teoria marxista da dependência, destacando o conflito entre a matriz primário-exportadora do empresariado e os projetos autônomos da classe trabalhadora no continente.</span></p> <p><strong>Palavra-chave</strong><span style="font-weight: 400;">: Escola Latino-Americana de Agroecologia; Teoria Marxista da Dependência; Ciência, Tecnologia &amp; Sociedade.</span></p> Willian Lepinski Iuri Michelan Barcat Mário Lopes Amorim Copyright (c) 2024 Revista Trabalho Necessário https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2024-02-22 2024-02-22 22 47 01 24 10.22409/tn.v21i47.59165 PERSPECTIVAS TEÓRICAS DEL PROCESO DE FORMACIÓN AMBIENTAL DE LOS DIRECTIVOS DEL PODER POPULAR EN CUBA https://periodicos.uff.br/trabalhonecessario/article/view/59194 <p><span style="font-weight: 400;">El objetivo es socializar las perspectivas teóricas que sustentan el proceso de formación ambiental de directivos gubernamentales del Poder Popular en Cuba. Se emplearon métodos teóricos y empíricos a partir del método dialéctico-materialista. Se determinaron referentes y bases teóricas desde las Ciencias de la Educación que permiten concebir el proceso estudiado con un carácter sistémico, integral, participativo y contextualizado a los fines de contribuir a la solución de los problemas ambientales locales.</span></p> <p><strong>Palabras clave</strong><span style="font-weight: 400;">: Medio ambiente; Formación ambiental; Directivos Gubernamentales del Poder Popular; Localidad.</span></p> Luis Humberto Márquez Delgado Dora Lilia Márquez Delgado Niurka Castillo Rocubert Copyright (c) 2024 Revista Trabalho Necessário https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2024-02-22 2024-02-22 22 47 01 27 10.22409/tn.v21i47.59194 EDUCACIÓN, INDIANISMO Y SOCIALISMO: LA ESCUELA AYLLU DE WARISATA (1931-40) Y LAS ESCUELAS INDÍGENAS DE ECUADOR (1944-63) https://periodicos.uff.br/trabalhonecessario/article/view/59238 <p><span style="font-weight: 400;">En el presente artículo, trabajaremos de manera acotada, dos importantes experiencias educativas históricas que articulan idearios y prácticas de raigambre indianista y socialista. Para ello, analizaremos la Escuela Ayllu de Warisata desarrollada en Bolivia durante gran parte de la década de los treinta; y la experiencia de las escuelas indígenas desarrolladas en Ecuador entre los años 1944 y 1963. </span></p> <p><strong>Palabras clave</strong><span style="font-weight: 400;">: educación; indianismo; socialismo; escuelas indígenas</span></p> J. Fabian Cabaluz Ducasse Copyright (c) 2024 Revista Trabalho Necessário https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2024-02-22 2024-02-22 22 47 01 12 10.22409/tn.v21i47.59238 MÉXICO: POLÍTICA Y GOBIERNO EN LA CUARTA TRANSFORMACIÓN https://periodicos.uff.br/trabalhonecessario/article/view/60132 <p><span style="font-weight: 400;">En este texto se realiza un análisis sobre los aspectos más relevantes que han caracterizado al gobierno de Andrés Manuel López Obrador en los últimos cinco años. En el contexto de la llamada Cuarta Transformación, México ha transitado por una intensa etapa política en la que se han generado cambios importantes a pesar de no trastocar las estructuras del capitalismo. De igual forma, se ubica el proceso mexicano en el contexto regional destacando diferencias y similitudes con respecto a otros países que han transitado por gobiernos que se ubican del centro hacia la izquierda.</span></p> <p><strong>Palabras clave:</strong><span style="font-weight: 400;"> México; AMLO; Izquierda; América Latina.</span></p> Nayar López Castellanos Copyright (c) 2024 Revista Trabalho Necessário https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2024-02-22 2024-02-22 22 47 01 14 10.22409/tn.v21i47.60132 EL MUNDO DEL TRABAJO EN EL PENSAMIENTO DE JOSÉ CARLOS MARIÁTEGUI https://periodicos.uff.br/trabalhonecessario/article/view/59432 <p><span style="font-weight: 400;">En el actual periodo de transición del sistema-mundo moderno/colonial, ¿sigue vigente la obra de Mariátegui? ¿Tiene algo que decirnos para comprender América Latina y el mundo contemporáneo y para pensar en su transformación? ¿Podemos encontrar en sus reflexiones herramientas teóricas y políticas que nos ayuden a modelar un nuevo orden social más igualitario y democrático? Estas son cuestiones a comentar como introducción a sus reflexiones sobre el mundo del trabajo en el Perú de 1920. Mariátegui llevó adelante una ruptura radical con el modo de examinar los problemas de nuestra sociedad.</span></p> <p><strong>Palabras clave</strong><span style="font-weight: 400;">: Sistema, Orden, Democracia, Descolonialidad, Modernidad.</span></p> César Germaná Copyright (c) 2024 Revista Trabalho Necessário https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2024-02-22 2024-02-22 22 47 01 18 10.22409/tn.v21i47.59432 OCIO Y TRABAJO EN CLAVE DE BUEN VIVIR. REFLEXIONES PARA CONSTRUIR OTRO FUTURO https://periodicos.uff.br/trabalhonecessario/article/view/61362 <p><span style="font-weight: 400;">Atrás quedan las promesas del “desarrollo”, nutridas de uno de los corazones de la Modernidad: el “progreso”. En la vorágine, estamos abocados a replantearnos el tema del trabajo y del ocio. Se ha transformado el fenómeno del “ocio”, para expresar libertad y autonomía en un espacio mercantil de la vida misma. El “ocio mercantil” es reflejo de un mundo “mal desarrollado”, donde “trabajo” y “ocio” terminan igualmente alienados a la acumulación del capital. Pero no todo es desalentador. Hay reflexiones y acciones que demandan la construcción de sociedades radicalmente distintas.</span></p> <p><strong>Palabras clave</strong><span style="font-weight: 400;">: Modernidad, Desarrollo, Progreso, Ocio y Trabajo.</span></p> Alberto Acosta Copyright (c) 2024 Revista Trabalho Necessário https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2024-02-22 2024-02-22 22 47 01 25 10.22409/tn.v21i47.61362 OS SENTIDOS MILENARES DO MINKA E AS PECULIARIDADES DOS POVOS DO CAMPO NA BAHIA https://periodicos.uff.br/trabalhonecessario/article/view/59952 <p><span style="font-weight: 400;">O artigo apresenta reflexões sobre Minka, termo que, na língua quéchua, refere-se ao trabalho coletivo e a outras práticas milenares dos povos andinos que dão sentido à vida em comunidade. Depois de abordar a etimologia da palavra, indicamos pesquisas que evidenciam que, na atualidade histórica, o trabalho coletivo se constitui como elemento fundamental dos processos de produção da existência humana. Tecemos considerações sobre povos do campo no estado da Bahia, afirmando que, contraditoriamente, há no interior do modo de produção capitalista, sociabilidades fundadas na solidariedade e no bem comum.</span></p> <p><strong>Palavras-chaves</strong><span style="font-weight: 400;">: Minka; povos do campo; trabalho coletivo; trabalho-educação.</span></p> <p> </p> Renné da Glória Andrade Marisa Oliveira Santos Ana Elizabeth Santos Alves Copyright (c) 2024 Revista Trabalho Necessário https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2024-02-22 2024-02-22 22 47 01 23 10.22409/tn.v21i47.59952 PARA ANALISAR MODOS DE VIDA: RAYMOND WILLIAMS E ESTRUTURA DE SENTIMENTOS EM TORTO ARADO https://periodicos.uff.br/trabalhonecessario/article/view/60059 <p><span style="font-weight: 400;">Refletimos sobre a hipótese cultural “estruturas de sentimentos” de Raymond Williams, tendo em conta a relevância da arte e da literatura como fontes de pesquisa para apreensão de formas de fazer, sentir e pensar de determinados grupos sociais, entendidas como elementos constitutivos do processo histórico. Indicamos que essa categoria também contribui para acessar modos de vida que se manifestam nas relações dos seres humanos com a natureza, no trabalho e na convivência em uma comunidade. Analisamos o romance </span><em><span style="font-weight: 400;">Torto Arado</span></em><span style="font-weight: 400;">, de Itamar Vieira Junior, articulando “estruturas de sentimentos” aos conceitos de modos de vida, natureza e cultura.</span></p> <p><strong>Palavras-Chave</strong><span style="font-weight: 400;">: Estruturas de Sentimentos. Raymond Williams. Modos de vida. Comunidades Tradicionais. </span><em><span style="font-weight: 400;">Torto Arado. </span></em></p> Luis Chagas Lia Tiriba Copyright (c) 2024 Revista Trabalho Necessário https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2024-02-22 2024-02-22 22 47 01 26 10.22409/tn.v21i47.60059 PEDAGOGIA DA ALTERNÂNCIA EM RONDÔNIA: PROPOSTA DE EDUCAÇÃO PARA ALÉM DO CAPITAL https://periodicos.uff.br/trabalhonecessario/article/view/59981 <p><span style="font-weight: 400;">O artigo em questão tem como objetivo discutir a Pedagogia da Alternância como uma proposta de educação para além do capital e compreender a sua contribuição para a educação atual no Brasil. Desta forma, as discussões trazem a história do movimento da Pedagogia da Alternância e a temática da educação a partir de Mészáros (2008). Os resultados mostram como é possível, mesmo dentro de uma estrutura capitalista, vivenciar algumas experiências pedagógicas que se caracterizam como educação contra hegemônica, materializando-se a partir das lutas da sociedade civil organizada.</span></p> <p><strong>Palavra-chave</strong><span style="font-weight: 400;">: Pedagogia da Alternância; Educação contra hegemônica; Educação para além do capital.</span></p> Diana Da Silva Ribeiro Arminda Rachel Botelho Mourão Copyright (c) 2024 Revista Trabalho Necessário https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2024-02-22 2024-02-22 22 47 01 18 10.22409/tn.v22i47.59981 RESISTENCIAS ANDINAS Y BUEN VIVIR FRENTE AL EXTRACTIVISMO MINERO DURANTE LAS ÚLTIMAS DÉCADAS, UNA PERSPECTIVA DECOLONIAL: EL CASO DE QUIMSACOCHA-LOMA LARGA EN ECUADOR Y CONGA EN PERÚ https://periodicos.uff.br/trabalhonecessario/article/view/61478 <p><span style="font-weight: 400;">Durante las últimas décadas en América Latina, la adopción del neoliberalismo, y el posneoliberalismo en la región andina sudamericana, favoreció las condiciones para que países como Perú y Ecuador se convirtieran en objeto de imposición e incremento significativo de megaproyectos de despojo basados en la extracción de minerales e hidrocarburos, entre otros bienes naturales y comunes, fomentados y avalados por organismos financieros internacionales, los gobiernos de países y las empresas transnacionales, bajo el argumento de promover el desarrollo y el progreso para estos. Sin embargo, estos megaproyectos afectan cada vez más la autonomía y los derechos de las comunidades campesinas e indígenas sobre sus territorios, poniendo en riesgo la existencia de sus diversas formas: modos de ser, sentir, pensar y reproducir la vida. </span></p> <p><span style="font-weight: 400;">En esta investigación, resulta de interés académico, político y psicosocial el estudio y comprensión de las resistencias andinas y las prácticas colectivas con potencial político-transformador orientadas hacia un Otro vivir/Buen vivir, protagonizadas por comunidades campesinas, pueblos originarios y nacionalidades indígenas en la región andina, a partir de sus propios conocimientos, sabidurías y subjetividades, ante la imposición y expansión global de megaproyectos que implican el despojo y la destrucción de los territorios a través de la explotación y mercantilización de los bienes naturales, de importancia sociocultural y económica para la supervivencia de las comunidades que se ven directamente afectadas por este tipo de conflictos. </span></p> <p><span style="font-weight: 400;">El campo de estudio se delimitó mediante un continuo ejercicio de indaga-acción, problematización y previa revisión documental, que originó interrogantes en relación con: 1. El contexto histórico, político y social del despojo en la modalidad del extractivismo minero en la región andina; 2. La resistencia indígena y campesina ante este despojo; y 3. Las prácticas colectivas con potencial político transformador hacia un Otro Vivir/Buen Vivir. Sin embargo, esta investigación, responde a la pregunta de: ¿Cómo emergen diversas formas/modos, sentidos y significados de resistencias campesinas e indígenas frente al despojo y la destrucción de la Vida bajo la modalidad del extractivismo minero y cómo se configuran prácticas y propuestas con potencial político transformador orientadas hacia un Otro Vivir/Buen Vivir a partir de los casos estudiados y acompañados? </span></p> YAMILE ALVIRA BRIÑEZ Copyright (c) 2024 Revista Trabalho Necessário https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2024-02-22 2024-02-22 22 47 01 13 10.22409/tn.v22i47.61478 GEOGRAFÍAS SUPERPUESTAS: CONFLICTOS TERRITORIALES Y FORMACIÓN TERRITORIAL EN LAS FRONTERAS INTERNAS COLOMBIANAS. LA SIERRA DE LA MACARENA 1948-2013 https://periodicos.uff.br/trabalhonecessario/article/view/61496 <p><span style="font-weight: 400;">La tesis aquí reseñada, funde la historia familiar en los Andes colombianos con la de trabajo como mediadora desde órganos gubernamentales y no gubernamentales en las Amazonias y Orinoquias, y el encuentro con la academia, que proporcionó herramientas teóricas y metodológicas para cualificar el análisis crítico de esas trayectorias. Realizada en el marco del programa de posgrado en Geografía de la Universidad Federal Fluminense (POSGEO-UFF), fue orientada por el geógrafo Carlos Walter Porto-Gonçalves, coordinador del Laboratorio de Estudios en Movimientos Sociales y Territorialidades (LEMTO).</span></p> Lina María Hurtado Gómez Copyright (c) 2024 Revista Trabalho Necessário https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2024-02-22 2024-02-22 22 47 01 09 10.22409/tn.v22i47.61496 POLÍTICAS AMBIENTAIS E CONFLITOS TERRITORIAIS NO ACRE, BRASIL: O SISTEMA ESTADUAL DE INCENTIVOS A SERVIÇOS AMBIENTAIS (SISA). https://periodicos.uff.br/trabalhonecessario/article/view/61505 <p><span style="font-weight: 400;">O Sistema Estadual de Incentivos a Serviços Ambientais (SISA), consolidado pela lei estadual nº 2.308 de 2010, é uma estratégia estadual de captação e aplicação de recursos na implementação de planos e programas do governo estadual que abrange o estado do Acre como um todo, reservas extrativistas, terras indígenas, assentamentos, unidades de conservação, propriedades particulares etc. Integra os serviços ambientais com o desenvolvimento de cadeias produtivas, como por exemplo, a cadeia da madeira, da castanha, da borracha, do peixe e até a do gado. Tem um complexo e diverso conjunto de agentes que participam do planejamento e implementação desse sistema no Acre (ACRE, 2010, 2012, 2013a).</span></p> <p><span style="font-weight: 400;">Mas por que isso ocorre no Acre? Como esse sistema funciona e o dinheiro flui por ele? Como ele interage com áreas legalmente protegidas? Qual a relação do dinheiro captado pelos mecanismos de serviços ambientais e o desenvolvimento das cadeias produtivas? A partir dessas questões definimos os objetivos da dissertação: analisar as propostas e efeitos do planejamento, regulamentação e execução de políticas e projetos relacionados ao capitalismo verde no Acre, especialmente o SISA, e os potenciais conflitos territoriais gerados.</span></p> Diogo Loibel Sandonato Copyright (c) 2024 Revista Trabalho Necessário https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2024-02-22 2024-02-22 22 47 01 14 10.22409/tn.v22i47.61505 PROF. HUGO ZEMELMAN: PARA RECUPERAR UMA VISÃO UTÓPICA https://periodicos.uff.br/trabalhonecessario/article/view/61456 <p><span style="font-weight: 400;">A seção Memória e Documentos reproduz, neste número de Trabalho Necessário, a entrevista “Recuperar uma visão utópica”, realizada nos anos 1990, com o Prof. Hugo Zemelman, importante intelectual latino-americano. É uma homenagem de reconhecimento à sua contribuição ao conhecimento e às ações de transformação das sociedades deste Continente.</span></p> Maria Ciavatta Copyright (c) 2024 Revista Trabalho Necessário https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2024-02-22 2024-02-22 22 47 01 07 10.22409/tn.v22i47.61456 ENTREVISTA NA ÍNTEGRA https://periodicos.uff.br/trabalhonecessario/article/view/62079 <p>--</p> - - Copyright (c) 2024 https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2024-02-22 2024-02-22 22 47 AS VEIAS ABERTAS DA AMÉRICA LATINA DIANTE DAS PRESSÕES DE UMA CIVILIZAÇÃO DECADENTE https://periodicos.uff.br/trabalhonecessario/article/view/62030 <p>--</p> Jacqueline Botelho Lia Tiriba José Luiz Antunes Copyright (c) 2024 Revista Trabalho Necessário https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2024-02-22 2024-02-22 22 47 01 05 10.22409/tn.v22i47.62030 CARLOS WALTER PORTO-GONÇALVES E AS GEO-GRAFIAS DESDE OS DE BAIXO https://periodicos.uff.br/trabalhonecessario/article/view/61703 <p class="western" align="justify"> </p> <p><span style="font-weight: 400;">Homenageamos Carlos Walter Porto-Gonçalves, apresentando um quadro das contribuições de sua obra para a geografia e para ciências sociais. Apontamos chaves de leitura que indicam as linhas de força que constituem seu pensamento e apontam para um renovado horizonte teórico-metodológico, ético e político de leitura da geograficidade social: i) a Geografia como verbo: as geo-grafias desde os de baixo e das r-existências; ii) o conflito como chave de leitura da geograficidade do social: a tensão de territorialidades; iii) a ecologia política da questão ambiental e as lutas por reapropriação social da natureza; iv) a reinvenção dos territórios na América Latina/Abya Yala/Quilombola.</span></p> <p class="western" align="justify"><strong>Palavras-chaves</strong><span style="font-weight: 400;">: Carlos Walter Porto-Gonçalves; Geo-grafias desde os debaixo; R-existências; ecologia política; a reinvenção dos territórios.</span></p> <p class="western" align="justify"><span style="font-family: Aptos, serif;"><span style="font-size: small;"><span style="font-family: Arial, serif;"><strong>Palavras-chaves</strong></span><span style="font-family: Arial, serif;">: Carlos Walter Porto-Gonçalves- Geo-grafias desde os debaixo- r-existências - ecologia política – a reinvenção dos territórios.</span></span></span></p> Valter do Carmo Cruz Copyright (c) 2024 Revista Trabalho Necessário https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2024-02-22 2024-02-22 22 47 10.22409/tn.v21i47.61703 TRABALHO COMO CENTRALIDADE MARXISTA NO SÉCULO ATUAL E OS PRINCÍPIOS DE UMA EDUCAÇÃO POPULAR BRASILEIRA PARA A COLETIVIDADE https://periodicos.uff.br/trabalhonecessario/article/view/58364 <p><span style="font-weight: 400;">Refletimos sobre a contribuição de Marx no século XIX, com o intuito de entender as demandas socioeducacionais do século atual. Comparamos concepções categóricas de Hegel, Gramsci e Lukács para analisar a educação pública de tempo integral em favor das classes subalternas e gêneros diversos. Para tal, tomamos como exemplo os Centros Integrados de Educação Pública (CIEPs/CIEPs-RJ), idealizados e materializados por Darcy Ribeiro, entre os anos 1983-1987. Indicamos </span><span style="font-weight: 400;">a importância da educação popular de acesso gratuito às crianças e aos adolescentes, para além dos turnos escolares tradicionalmente fragmentados.</span></p> <p><strong>Palavras-chave:</strong><span style="font-weight: 400;"> Marx; Marxismo; Darcy Ribeiro; CIEPs; Cultura.</span></p> Marcos Antonio Macedo das Chagas Copyright (c) 2024 Revista Trabalho Necessário https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2024-02-22 2024-02-22 22 47 01 22 10.22409/tn.v22i47.58364 CONHECIMENTO ESTÉTICO-ARTÍSTICO NO ENSINO MÉDIO INTEGRADO: A UTILIDADE DO “INÚTIL” https://periodicos.uff.br/trabalhonecessario/article/view/60713 <p>O artigo visa elucidar parte do retrocesso educacional representado pelo “Novo Ensino Médio” (Lei nº 13.415 de 2017) e, por meio de um debate teórico de inspiração marxista, defender o EMI, considerando o lugar do conhecimento estético-artístico nesse projeto. O conhecimento estético-artístico tensiona a formação humana com vistas a construção do sujeito omnilateral na medida em que pode atritar com as investidas conservadoras do empresariado tendo como alvo o último ciclo do Ensino Básico. Deste modo, afirma-se a utilidade do conhecimento tido como “inútil”</p> <p><strong>Palavras-chave</strong>: Ensino Médio Integrado; Conhecimento estético-artístico; formação omnilateral</p> Carlos de Souza Sandra Soares Della Fonte Copyright (c) 2024 Revista Trabalho Necessário https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2024-02-22 2024-02-22 22 47 01 16 10.22409/tn.v22i47.60713 A APROPRIAÇÃO DO PENSAMENTO GRAMSCIANO NO LIVRO “LAZER E EDUCAÇÃO” DE NELSON CARVALHO MARCELLINO https://periodicos.uff.br/trabalhonecessario/article/view/60571 <p><span style="font-weight: 400;">Este artigo busca entender de que forma o livro “Lazer e Educação” (1995), de Nelson Carvalho Marcellino, se apropria do pensamento gramsciano e qual foi a profundidade e qualidade destas apropriações. Como metodologia, analisamos a obra de Antonio Gramsci, de seus estudiosos e outros marxistas, em paralelo ao texto de Marcellino. Concluímos que as menções aos conceitos de Gramsci não estavam integralmente fiéis à letra do seu texto, com apropriações pouco aprofundadas ou com significados modificados, além de ter havido um afastamento do pensamento gramsciano em seu estudo.</span></p> <p><strong>Palavra-chave</strong><span style="font-weight: 400;">: Lazer; Educação; Antonio Gramsci.</span></p> Bernardo Jordano Gomes Marcelo Paula de Melo Rebeca Signorelli Miguel Copyright (c) 2024 Revista Trabalho Necessário https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2024-02-22 2024-02-22 22 47 01 18 10.22409/tn.v22i47.60571 CONTABILIDADE POPULAR: DIÁLOGOS INSURGENTES DE UMA CONSTRUÇÃO EM REDE [Anna Carla Ferreira Silva; Bárbara Luandy Freitas de Souza; Flávia Almeida Pita; Maria Luiza D. A. Barbosa Matheus Sehn Korting, orgs.] https://periodicos.uff.br/trabalhonecessario/article/view/61459 <p><span style="font-weight: 400;">Com o presente texto apresenta-se a resenha do livro </span><em><span style="font-weight: 400;">Contabilidade Popular: Diálogos Insurgentes de uma Construção em Rede</span></em><span style="font-weight: 400;">, publicado em 2023, pela Editora Capina, e organizado Anna Carla Ferreira Silva, Bárbara Luandy Freitas de Souza, Flávia Almeida Pita, Maria Luiza D. A. Barbosa, Matheus Sehn Korting, consistindo em um conjunto de seis artigos que contrastam práticas e técnicas populares e acadêmicas relacionadas à sistematização do curso "Contabilidade Popular: Desmistificando o Universo do 'Contabiliquês'”, realizado em 2021 pela Capina - Cooperação e Apoio a Projetos de Inspiração Alternativa.</span></p> Ana Paula dos Santos de Oliveira Sidélia Luíza de Paula Silva Copyright (c) 2024 Revista Trabalho Necessário https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2024-02-22 2024-02-22 22 47 01 06 10.22409/tn.v22i47.61459 PODER COMUNAL E EDUCAÇÃO POPULAR NA AMÉRICA LATINA: ENTREVISTA COM CLAUDIO NASCIMENTO https://periodicos.uff.br/trabalhonecessario/article/view/61372 <p><span style="font-weight: 400;">Claudio Nascimento é educador popular e profundo estudioso das experiências e teorizações sobre autogestão em nível internacional. Nesta entrevista ele nos traz uma arguta e rica contribuição para pensarmos o poder comunal e suas imbricações com os movimentos sociais e os processos de educação popular em Nuestra América. À contribuição de Paul Singer o entrevistado dá especial destaque. Seus argumentos são entremeados de um diálogo denso com diversos outros estudiosos que têm se dedicado a analisar as lutas dos povos latino-americanos. Além de realizar suas profícuas análises, oferece, generosamente, ao leitor e à leitora uma lista de referências bibliográficas acerca dos conteúdos abordados na entrevista. Convidamos a leitora e o leitor a “entrar” no diálogo proposto nesta entrevista, deixando-se informar e problematizar tema tão instigante como o da construção do poder comunal na América Latina. </span></p> Maria Clara Bueno Fischer Copyright (c) 2024 Revista Trabalho Necessário https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2024-02-22 2024-02-22 22 47 01 15 10.22409/tn.v22i47.61372 Expediente https://periodicos.uff.br/trabalhonecessario/article/view/62080 <p>--</p> - - Copyright (c) 2024 https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2024-02-22 2024-02-22 22 47 DECRETAZO, DE CARLOS PRONZATO - DOCUMENTÁRIO https://periodicos.uff.br/trabalhonecessario/article/view/62077 <p><strong>DECRETAZO. El DNU DE JAVIER MILEI</strong></p> <p><strong>(Documental de Carlos Pronzato)&nbsp;</strong></p> <p><strong>&nbsp;</strong></p> <p><span style="font-weight: 400;">El 20 de diciembre de 2023, el presidente de Argentina, Javier Milei, diez días después de su toma de posesión, anunció en la televisión nacional la firma de un Decreto de Necesidad y Urgencia (DNU) que modificará o derogará 366 leyes que regulan una amplia variedad de actividades económicas en el país, estableciendo una profunda desregulación de la economía, destruyendo las bases jurídicas del país, en los aspectos laboral, de salud, de educación y de cultura. Poco después de que se anunciara su "decreto", se enfrentó a los primeros cacerolazos en las calles del país.</span></p> <p><span style="font-weight: 400;">Entre el 22 y 28 de diciembre realizamos este documental en Buenos Aires.</span></p> <p><span style="font-weight: 400;">***</span></p> <p><strong>Carlos Pronzato</strong><span style="font-weight: 400;"> é um cineasta, escritor, poeta, teatrólogo e ativista social, nascido na Argentina e residente no Brasil. Artista multifacético, suas obras audiovisuais, teatrais e literárias destacam-se pelo compromisso com a cultura, a memória e as lutas populares.&nbsp;</span></p> - - Copyright (c) 2024 https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2024-02-22 2024-02-22 22 47 QUATRO DÉCADAS DO MST: REFORMA AGRÁRIA E EDUCAÇÃO https://periodicos.uff.br/trabalhonecessario/article/view/61701 <p><span style="font-weight: 400;">Este pequeno texto que registra os quarenta anos do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) tem um duplo objetivo. Primeiro de mostrar de que ao longo destas quatro décadas a luta pela reforma agrária expressa uma continuidade da luta dos escravos pelo direito à terra, mas negada pela classe dominante da época. Em segundo lugar, junto à luta pela reforma agrária caminha a luta pela educação sendo os sujeitos do campo, com a sua cultura as experiências e as suas lutas o ponto de partida. O ponto de chegada uma formação humana por inteiro para uma sociedade sem dominação de classe.</span></p> <p><strong>Palavras-chaves: </strong><span style="font-weight: 400;">MST, Reforma Agrária, escravidão, educação, classe.</span></p> Gaudêncio Frigotto Copyright (c) 2024 Revista Trabalho Necessário https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2024-02-22 2024-02-22 22 47 01 04 10.22409/tn.v22i47.61701 ANÍBAL QUIJANO: RUPTURAS VITALES PARA LA DESCOLONIALIDAD DEL PODER https://periodicos.uff.br/trabalhonecessario/article/view/60134 <p><span style="font-weight: 400;">Aníbal Quijano ha dejado aportes sustanciales sobre teorías, apuestas y *</span><em><span style="font-weight: 400;">cuestiones abiertas</span></em><span style="font-weight: 400;">* para las ciencias sociales, pero, sobre todo, para los *</span><em><span style="font-weight: 400;">movimientos de la sociedad</span></em><span style="font-weight: 400;">* y la búsque de *</span><em><span style="font-weight: 400;">horizontes de sentido alternativos</span></em><span style="font-weight: 400;">*. La actitud de insumiso vital, en la teoría y en la práctica, que, con acierto, mencionara Danilo Quijano, sintetiza mucho de su legado: insumisión contra todo tipo de poder y de opresiones, del color político o ideológico que fuese. Uno de sus textos clásicos es “Colonialidade do poder, eurocentrismo e América Latina, publicado en portugués por CLACSO - Consejo Latinoamericanos de Ciencias Sociales, en 2005, y que adjuntamos a los lectores de la </span><em><span style="font-weight: 400;">Revista Trabalho Necessário</span></em><span style="font-weight: 400;"> (TN 47). </span></p> Roberto Espinoza Copyright (c) 2024 Revista Trabalho Necessário https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2024-02-22 2024-02-22 22 47 01 14 10.22409/tn.v21i47.60134 COLONIALIDADE DO PODER, EUROCENTRISMO E AMÉRICA LATINA https://periodicos.uff.br/trabalhonecessario/article/view/62075 <p>--</p> - - Copyright (c) 2024 https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2024-02-22 2024-02-22 22 47 CAPITALISMO SELVAGEM E O MODO AUTOCRÁTICO DE DOMINAÇÃO BURGUESA EM FLORESTAN FERNANDES https://periodicos.uff.br/trabalhonecessario/article/view/61530 <p><span style="font-weight: 400;">O objetivo deste artigo é apresentar os principais postulados teóricos do capítulo sete da obra </span><em><span style="font-weight: 400;">A Revolução Burguesa no Brasil</span></em><span style="font-weight: 400;">, publicada por Florestan Fernandes em 1975. Em primeiro lugar, iremos analisar as formulações do sociólogo sobre o modo autocrático de realização do capitalismo na periferia e a característica intrinsecamente reacionária das classes dominantes brasileiras. Em seguida, empreendemos uma breve reflexão de como os diagnósticos apontados por Florestan nos ajudam a compreender o recrudescimento do caráter autocrático da nossa formação social sob o Governo Bolsonaro.</span></p> <p><strong>Palavras-chaves: </strong><span style="font-weight: 400;">Florestan Fernandes; Capitalismo dependente; Autocracia Burguesa; Bolsonarismo</span></p> Matheus de Carvalho Barros Copyright (c) 2024 Revista Trabalho Necessário https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2024-02-22 2024-02-22 22 47 01 15 10.22409/tn.v21i47.61530 O MODELO AUTOCRÁTICO-BURGUÊS DE TRANSFORMAÇÃO CAPITALISTA https://periodicos.uff.br/trabalhonecessario/article/view/62076 <p>--</p> - - Copyright (c) 2024 https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2024-02-22 2024-02-22 22 47