A expansão metropolitana de Fortaleza: eixos, níveis e escalas na produção do espaço

Eudes André Leopoldo de Souza

Resumo


Pensar a metropolização de uma determinada localidade implica compreender as convergências, justaposições e combinações das múltiplas escalas (local, regional, nacional, mundial) e eixos de expansão metropolitana, bem como os níveis do processo em questão. A partir desta posição teórico-metodológica, analisamos a expansão metropolitana de Fortaleza na perspectiva de evidenciar sua atualidade, possibilidades e tendências. A metropolização irradiada da metrópole Fortaleza processa-se na tríade produtiva-imobiliária-litorânea, em que cada um desses níveis se expressa e subdivide-se em eixos, formas e conteúdos através de relações discerníveis que, no entanto, só têm sentido articulados às dimensões metropolitanas e demais escalas (Ceará, Nordeste, Brasil, mundo) da produção do espaço. 

Palavras-chave


Metropolização; Metrópole; Urbanização; Espaço

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/GEOgraphia2015.v17i34.a13714

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

Latindex Geodados Periódicos CAPES

GEOgraphia - Revista  do Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal Fluminense

Rua Gal. Milton Tavares, s/n, sala 508, Boa Viagem - Niterói - RJ,

CEP 24210-346

Periodiciodade Quadrimestral - ISSN 15177793 (impresso). Os conteúdos da Revista GEOgraphia estão licenciados em CC BY.