Mapeamento do processo histórico de expansão urbana do município de Goiânia-GO

Diego Tarley Ferreira Nascimento, Ivanilton José de Oliveira

Resumo


Goiânia é uma cidade relativamente jovem, mas em intenso processo de crescimento urbano. Embora tenha sido planejada, a capital do Estado de Goiás registra nos dias atuais os resultados de décadas de falta de gestão no ordenamento territorial. Objetivando-se evidenciar esses aspectos, foram analisados os documentos legais que deveriam nortear o crescimento urbano de Goiânia e os trabalhos acadêmicos que analisaram tal fenômeno desde a sua gênese - na década de 1930. E para o período compreendido entre as décadas de 1980 e 2010, optou-se pelo mapeamento com base na interpretação de imagens orbitais Landsat 5. Foi definida uma legenda simplificada, com apenas quatro classes (área urbana, agropecuária, cobertura vegetal e corpos hídricos) para permitir uma avaliação comparativa entre os vários períodos, de forma a evidenciar as mudanças ocorridas. Constatou-se que os planos diretores tiveram um papel significativo na definição dos vetores da expansão urbana de Goiânia. Contudo, esses instrumentos foram negligenciados em diversos períodos, resultando em fases de crescimento descontrolado, evidenciado pela presença de vazios urbanos e pela verticalização desarticulada de uma proposta de ordenamento territorial.


Palavras-chave


Mapeamento; Processo Histórico; Expansão Urbana; Goiânia

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/GEOgraphia2015.v17i34.a13715

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

Latindex Geodados Periódicos CAPES

GEOgraphia - Revista  do Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal Fluminense

Rua Gal. Milton Tavares, s/n, sala 508, Boa Viagem - Niterói - RJ,

CEP 24210-346

Periodiciodade Quadrimestral - ISSN 15177793 (impresso). Os conteúdos da Revista GEOgraphia estão licenciados em CC BY.