Enfermidades do trato respiratório posterior em eqüinos de equitação no Rio de Janeiro: prevalência e aspectos clínico-laboratoriais

Daniel Augusto Barroso Lessa, Carlos Henrique Machado, Carla Soares Duarte, Lúcia Wachholz, José Roberto P. de Andrade Lima, Wilson Roberto Fernandes

Resumo


Enfermidades do trato respiratório posterior em eqüinos estabulados em grandes centros urbanos são uma realidade emvários locais do mundo. Com o objetivo de verificar a prevalência e discutir aspectos clínico-laboratoriais relevantes para odiagnóstico das enfermidades do trato respiratório posterior, foram examinados 23 eqüinos, regularmente utilizados paraequitação, pertencentes ao Regimento Escola de Cavalaria–Andrade Neves EB/ME/RJ, com sintomas sugestivos de doençarespiratória, sendo 14 machos e 09 fêmeas, com idades variando de 03 a 22 anos e pesando entre 400 e 530 kg. Realizaramseexame físico, endoscopia, hemograma, dosagem de fibrinogênio plasmático e citologia do lavado broncoalveolar. Considerando-se o total de animais examinados encontrou-se 4,3% de doença pulmonar obstrutiva crônica, 8,7% de broncopneumonias,17,4% de doença inflamatória de vias aéreas, 47,8% de hemorragia pulmonar induzida pelo exercício e 4,3% de doençapulmonar indiferenciada.

Palavras-chave


eqüinos, enfermidades pulmonares, lavado broncoalveolar

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Brasileira de Ciência Veterinária - RBCV