A escola normal, as professoras primárias e a educação feminina no Rio de Janeiro no fim do século XIX

Juner E. Hahner

Resumo


Este artigo examina aspectos da educação feminina, da natureza do magistério primário e do papel da Escola Normal, concentrando-se no Rio de Janeiro, no fim do século XIX. Empregando fontes documentais para investigar as formas de emprego feminino, as opções econômicas, as aspirações e o status social das professoras, as mudanças ocorridas no magistério e a natureza da Escola Normal e seu desenvolvimento, tenta-se descobrir quem eram as professoras e como foi a sua educação, clarificando, assim, a natureza do processo da feminização da educação primária no Brasil.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/rg.v10i2.29

Apontamentos

  • Não há apontamentos.