PERCEPÇÃO AMBIENTAL DE MORADORES E FREQUENTADORES DA RESERVA EXTRATIVISTA MARINHA DE ITAIPU, MUNICÍPIO DE NITERÓI, R

Marina Cyrino Leal Coutinho, Michelle Marchezan Farias de Mesquita, Ana Carolina da Silva Braga, Renata Magalhães Jou

Resumo


A Reserva Extrativista Marinha de Itaipu (RESEX de Itaipu) é uma categoria de Unidade de Conservação de Uso Sustentável prevista no Sistema Nacional de Unidades de Conservação. A RESEX de Itaipu localiza-se na região oceânica do município de Niterói e visa proteger a pesca artesanal tradicional e os recursos naturais que se encontram ameaçados nesta localidade, e garantir a exploração sustentável dos mesmos. O presente estudo foi realizado na extensão da Praia de Itaipu, utilizando-se questionário estruturado e semiestruturado, além de observação direta e conversas informais com alguns moradores no entorno da RESEX e frequentadores do local. Foram entrevistadas 58 pessoas, sendo 21 moradores e 37 visitantes. Os resultados demonstraram que os moradores têm melhor conhecimento e envolvimento em relação à RESEX, diferentemente dos visitantes, embora não houvesse clareza em reconhecer a área de estudo como uma RESEX já implementada por lei. De um modo geral, pode-se afirmar que existe ainda uma falta de conhecimento dos moradores, bem como dos visitantes sobre a criação e funcionamento da RESEX de Itaipu. Apesar destes resultados, a maioria dos entrevistados declarou ter interesse em obter mais informações a respeito da RESEX de Itaipu, o que reflete a necessidade de se realizar divulgação sobre a implementação da unidade de conservação na região e de projetos de educação ambiental para o maior esclarecimento da população. Assim, o presente estudo teve o intuito de averiguar a percepção ambiental dos frequentadores da praia de Itaipu sobre a implementação da RESEX, de forma a contribuir como um dado informativo na elaboração do plano de gestão desta área.

Texto completo:

PDF

Referências


BALLARINI D. H.; JIMENEZ E.; DOMINGUES D.; FERNANDES M. O olhar dos moradores de uma Resex marinha no estuário amazônico. In: Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2014. Anais de resumos, Itajaí. Anais de resumos, Santa Catarina: Universidade do Vale do Itajaí – UNIVALI. 2014

BRANDON K.; FONSECA G.A.B; RYLANDS A.B.; SILVA J.M.C. Conservação brasileira: Desafios e oportunidades. Megadiversidade, Vol.1, nº1. 2005

BRASIL. Lei nº 7.661, de 16 de maio de 1988. Institui o Programa Nacional de Gerenciamento Costeiro. 1988

BRASIL. Lei nº 9.985, de 18 de Julho de 2000. Institui o Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza. 2000

BRASIL. Decreto nº44.417, 01 de outubro de 2013. Cria a Reserva Extrativista Marinha de Itaipu no Município de Niterói e dá outras providências. 2013

CARVALHIDO V. V. R. Do “direito à vez” à vez aos direitos: Conflitos e representações

acerca do espaço e do trabalho no Canto de Itaipu. Dissertação de Mestrado. Programa de

Pós-Graduação em Antropologia, Universidade Federal Fluminense. Niterói. 97p. 2012

GONÇALVES N.M.; HOEFFEL J.L.M. Percepção ambiental sobre unidades de conservação: Os conflitos em torno do parque estadual de Itapetinga – SP. Revista VITAS – Visões transdisciplinares sobre Ambiente e Sociedade. 2012 ISSN 2138-2148 22 Revista Eletrônica Uso Público em Unidades de Conservação. Niterói, RJ. Vol 3, nº 7, 2015 http://www.periodicos.uff.br/uso_publico

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Disponível em:

http://www.cidades.ibge.gov.br > Consultado em: 08/04/2015

MONTEIRO-NETO C.; NETO J. P. M. Biologia da Conservação Marinha. In: Pereira R.C. E

Soares-Gomes A. (Eds.) Biologia Marinha, Editora Interciência, 2ª edição, 631p. 2009

PRIMACK R.B; RODRIGUES E. Biologia da Conservação. Rio de Janeiro: Planta. 2001

SEA - Secretaria de Estado do Ambiente. Estudo técnico para a criação de Reserva Extrativista Marinha de Itaipu - RESEX Itaipu. 2013

SILVA M.; COSTA B.; COSTA P.M. Pesca, gestão dos recursos pesqueiros e desenvolvimento econômico: um estudo de caso na Resex Mãe Grande de Curuçá, Pará. In:Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2014. Anais de resumos, Itajaí. Anais de resumos,

Santa Catarina: Universidade do Vale do Itajaí – UNIVALI. 2014

SILVA V. M.; SILVA B. T. B. Percepção ambiental da comunidade do entorno do Parque Natural Municipal Barão de Mauá, Município de Magé, RJ. In: I Encontro Fluminense – Uso Público em Unidades de Conservação. Anais, Niterói: Universidade Federal Fluminense, n. 1, v, 1. 2013

VELOSO V. G.; NEVES G. Praias arenosas. In: Pereira R.C. E Soares-Gomes A. (Eds.) Biologia Marinha, Editora Interciência, 2ª edição, 631p. 2009

VÉRAS P. F.; TORRES H. S.; ALMEIDA Z. S.; SOUSA A. F. R.; CARDOSO A. S.; EVERTON L. S.; LICÁ I. C. L.; ALENCAR L. S.; FARIAS P. M. Aspectos sociais, conflitos de pesca e manejo na ilha dos lençóis, Cururupu – Ma. In: Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2014. Anais de resumos, Itajaí. Anais de resumos, Santa Catarina:

Universidade do Vale do Itajaí – UNIVALI. 2014


Apontamentos

  • Não há apontamentos.