“Aqui a gente respira”: uma reflexão sobre o tempo e a prática clínica em saúde.

Marcelo Pedra, Francisco Romão Ferreira

Resumo


O trabalho está dividido em quatro diferentes momentos que pretendem se aproximar, perceber, “agir” e refletir sobre a relação entre e a apreensão do tempo na contemporaneidade e o cuidado em saúde. No primeiro momento acontece a formulação inicial da questão deste trabalho a partir do dispositivo “Oficina de Yoga”, no CAPS de Irajá. São muitas as tensões criadas pelo jogo de forças dos diferentes tempos dos atores envolvidos e da própria rede do território em cena na questão do cuidado em saúde. No segundo momento entraremos na discussão do conceito de tempo, tomando-o como uma construção humana. O tempo “objetivo”, substância, realidade material aqui é refutado. No terceiro momento abordaremos o tema da integralidade como base de fundamental importância para o SUS e no quarto momento traremos uma reflexão do que estamos chamando aqui de “integralidade do tempo”.

Palavras-chave


Saúde Mental; Temporalidade; Integralidade

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/ayvu.v2i1.22189

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

A Ayvu: Revista de Psicologia tem por objetivo favorecer a produção e a livre circulação de ideias que contribuam para a construção de uma Psicologia concernida com sua diversidade interna, suas múltiplas interfaces, o exame crítico de si e de seu tempo, assim como suas implicações teóricas e éticas. Para tanto, opera em regime de fluxo contínuo, publicando artigos originais e inéditos, traduções, entrevistas e resenhas.

Convidamos todas e todos que compartilham dos nossos objetivos a conhecer nossas publicações, e a contribuir com a produção de novos materiais.

Boas leituras!


Equipe editorial

Ana Cabral Rodrigues, Universidade Federal Fluminense (UFF)

Augusto Cesar Freire Coelho, Universidade Federal Fluminense (UFF)

Camilo Barbosa Venturi, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)

Gustavo Cruz Ferraz, Universidade Federal Fluminense (UFF)

Thiago Constâncio Ribeiro Pereira, Universidade Federal Fluminense (UFF)