Editorial

Esther Hermes Lück, Neide Lúcia de Oliveira Almeida, Rafael Cuba Mancebo

Resumo


Nosso segundo número de 2015 apresenta os resultados do curso de extensão A escola e a cidade: políticas públicas educacionais, oferecido pelo Departamento de Empreendedorismo e Gestão da Universidade Federal Fluminense, a partir dos cinco melhores projetos de intervenção de nossos concluintes. Ressaltamos que nossos cursistas residem em diferentes cidades do Estado do Rio de Janeiro, e buscaram impactar a realidade de suas escolas a partir de uma abordagem empreendedora e da melhoria na relação das escolas com o seu entorno. No primeiro artigo deste número, iniciamos apresentando em detalhe os objetivos do curso de extensão A escola e a cidade: políticas públicas educacionais, seus resultados alcançados e o arcabouço teórico que norteou o plano pedagógico. Em seguida, Débora Ribeiro Castellis, gestora escolar na cidade de Armação de Búzios, apresentou uma proposta de projeto focado no desenvolvimento da Educação Integral através da utilização de Trilhas Pedagógicas Ambientais e Históricas que terá como objetivos principais a conscientização os estudantes acerca das questões ambientais e a promoção do conhecimento histórica da comunidade escolar. Em OLIMPIOSTRAS, Michele da Costa Silva, gestora escolar em Rio das Ostras, propõe uma olimpíada com atividades orais e escritas para testar os conhecimentos cognitivos, além de promover a visitação a pontos turísticos, históricos e culturais do município e oferecer atividades recreativas no Parque da Cidade. O objetivo do Projeto de Intervenção é promover a integração da família com a escola, através de atividades lúdicas e atividades de fechamento com as equipes melhores pontuadas, no ginásio poliesportivo da instituição. O terceiro projeto de Intervenção intitulado Educação Sonora, de Munique Teixeira da Silva, gestora em Duque de Caxias, tem como objetivo principal o cuidado com o ambiente sonoro da Escola Estadual Lara Vilella, demonstrando a importância que o ensino da música ocupa na relação entre a poluição sonora e a falta de uma audição cuidadosa do ambiente. O projeto visa favorecer a saúde auditiva e vocal dos profissionais envolvidos, bem como o processo de aprendizagem dos alunos. Em seguida, Neide Diniz da Silveira, aproveitando a localização geográfica de sua escola, apresentou um projeto de integração da escolarização com a história da sua cidade, Paraty. Através de passeios culturais, dinâmicas de integração com o entorno a cursista vislumbrou a possibilidade dos discentes tornarem-se protagonistas do seu próprio aprendizado, deixando ao professor o papel de mediador e orientador, incorporando a história da cidade no cotidiano pedagógico e integrando-a ao Currículo Mínimo. Por fim, com uma ideia semelhante, Sonia de Almeida Sérgio Howard, gestora em Volta Redonda, propôs o seu Circuito Histórico. Através de visitas de compôs, rodas de conversa e observação inteligente dos espaços culturais que contam a história da cidade, a proposta deste Projeto de Intervenção é possibilitar melhoria significativa das habilidades de produção de textos de vários gêneros literários entre os alunos, bem como favorecer o estreitamento de laços entre esses e a Escola.

Boa Leitura!


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.32888/cge.v3i2.12673

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexadores

sumarios_1_696            


ISSN 2318-9231