Intraempreendedorismo: um estudo no setor privado

Nathalia Berger Werlang, Marcia Reichert, Fabiane Favretto

Resumo


O empreendedorismo é considerado um dos principais agentes do crescimento econômico, proporcionando a criação de novas empresas, geração de empregos e renda para a população. Desta forma, este trabalho teve como objetivo identificar a percepção dos gestores de micro e pequenas empresas sobre a importância e/ou existência do intraempreendedorismo em negócios da iniciativa privada. Os procedimentos metodológicos utilizados para a obtenção das respostas basearam-se em uma pesquisa quantitativa e descritiva, sendo operacionalizado por aplicação de um questionário de Likert 5 pontos, por meio da técnica survey. A amostra foi composta por 106 gestores de empresas. A pesquisa identificou que o perfil dos entrevistados é formado em maior parte pelo gênero masculino, com idade média de 38 anos e que atuam nas empresas da região como proprietários, sócios, diretores, gerentes ou supervisores. Nos resultados, as principais características empreendedoras encontradas nos gestores são a motivação e busca por oportunidades e também a introdução de ideias novas, porém, em contrapartida as empresas não monitoram os resultados obtidos com a implantação de novas ideias sugeridas por funcionários, variável esta que apresentou menor índice. Em relação aos programas de desenvolvimento do intraempreendedorismo que são aplicados na empresa, bem como os que consideram mais importantes destacam-se a cooperação com instituições de ensino e integração da equipe em datas comemorativas. Finalizando, conclui-se que existem incentivos à pratica do intraempreendedorismo por parte dos gestores, porém, falta o monitoramento dos resultados e a adoção de uma postura de assumir riscos, ou seja, confiar na ideia de um funcionário e buscar implementá-la.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.32888/cge.v5i2.12710

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexadores

sumarios_1_696            


ISSN 2318-9231