Os dilemas do acesso aberto

Sueli Goulart, Rafael Kruter Flores

Resumo


O objetivo deste artigo é analisar o processo de transformação de uma tradição cooperativa no campo da produção e disseminação do conhecimento – o projeto SciELO – em interesses de negócios operado por um grande grupo mundial de informação. Ao longo do tempo, SciELO se tornou referência de qualidade e se constituiu em possibilidade efetiva de disputar a hegemonia na divulgação do conhecimento acadêmico-científico, especialmente da produção latino-americana e caribenha, com o mercado editorial globalizado. Contemplamos uma breve síntese histórica do movimento pelo acesso aberto e do projeto SciELO. Avançamos para o momento atual, quando questões críticas mobilizam os interessados na temática, em especial, a criação do SciELO Citation Index na plataforma Web of Knowledge. Analisamos as questões elencadas sob o prisma do pensamento marxista, particularmente nos aspectos contemporâneos da acumulação do capital, como a crescente privatização dos bens comuns.  


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12712/rpca.v11i2.903

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1982-2596

Avaliação Qualis 2015 - B2 - Na área de Administração, Ciências Contábeis e Turismo.