Interrupção voluntária da carreira em prol da maternidade

Harrison Bachion Ceribeli, Edlane Regis da Silva

Resumo


Ao mesmo tempo em que as mulheres passaram a ter mais abertura no mercado de trabalho, muitas também se depararam com dificuldades diversas para se manterem nele depois de assumirem o papel de mães. Neste contexto, definiu-se como objetivo de pesquisa analisar a motivação das mulheres que decidiram abdicar da carreira para se dedicarem integralmente à maternidade, assim como a percepção delas a respeito da experiência que vivenciaram a partir dessa decisão e suas perspectivas futuras. Realizou-se uma pesquisa exploratória de cunho qualitativo. A coleta de dados efetuou-se por meio de entrevistas em profundidade com 14 mães que abdicaram da carreira. Os dados foram analisados por meio da análise de conteúdo. Os resultados evidenciaram que as políticas empresariais e governamentais que são voltadas para as profissionais que possuem filhos ainda são insuficientes para lhes garantirem condições adequadas para permanecerem no mercado sem terem que escolher entre a carreira e a maternidade.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12712/rpca.v11i5.1056

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1982-2596

Avaliação Qualis 2015 - B2 - Na área de Administração, Ciências Contábeis e Turismo.